12 dicas para proteger seu filho na internet

12 dicas para proteger seu filho na internet

Fique de olhos nos perigos que existem na internet e garanta a segurança dos seus filhos


A coordenadora do movimento Criança mais Segura na Internet, Viviane Luswarghi, nos ajudou a montar um guia para você evitar que seu filho caia numa “cyber roubada”. Confira

1. Até que seu filho tenha 18 anos, você é responsável por o que ele faz. Por isso, controlar sua vida virtual não é invasão de privacidade, mas uma obrigação. É você quem vai pagar pelos erros que ele cometer.

2. Conheça as tecnologias, as redes sociais e as ferramentas que seu filho usa. Só assim você vai saber dos perigos que existem.

3. Ensine seu filho a usar a internet. Faça o Facebook, o Orkut, o Twitter com ele. Acompanhe os primeiros acessos e indique os comportamentos corretos, como não colocar fotos sensuais on-line, não revelar informações pessoais, não dar as senhas para ninguém e não combinar encontros com estranhos.

4. Instale o computador em uma área de movimento da casa. Assim, você fica de olho no que a criança faz nele.

5. Tenha as senhas que seu filho usa na internet.

6. Verifique periodicamente o histórico de conversas e os sites que seu filho acessou.

7. Toda semana, digite em um buscador o nome do seu filho e veja tudo o que aparece relacionado a ele, inclusive imagens.

8. Se achar qualquer conteúdo suspeito em históricos ou buscas, chame seu filho para uma conversa e fale claramente sobre os riscos que ele corre com esses comportamentos.

9. Diga para seu filho abrir somente e-mails de pessoas conhecidas, pois e-mails de estranhos podem ser spams e conter vírus.

10. Instale programas de filtro e antivírus no seu computador. Com eles, você decide o que seu filho deve ou não acessar.

11. E o principal: desde cedo, explique para o seu filho que na internet ele está sujeito aos mesmos problemas do mundo real. Que o que cai na rede chega a muitas pessoas e não tem volta. Assim, mesmo quando ele usar a internet fora de casa, saberá como agir.

12. Denuncie sites e usuários que realizam atividades ilegais e incentive seu filho a fazer o mesmo. Você pode denunciar pelo site do Ministério Público ou da Polícia Federal. Ou, ainda, pelo telefone, ligando para o número 100.

Filtre o que seu filho acessa

Você conhece os filtros de conteúdo? São programas feitos especialmente para controlar o que as crianças fazem e veem na internet

Desktop Mágico

O programa brasileiro possui um navegador que libera o acesso somente aos sites que você escolher. Custa R$ 6,90 por mês.*

http://antivirus.uol.com.br/desktop-magico

Windows Live Proteção

Permite criar diferentes usuários no seu computador e gerenciar o que cada um vê, quanto tempo passa em batepapos e ainda gera um relatório com tudo que seu filho acessou. É gratuito.

www.windowslive.com.br

Zuggi

É um site de busca para crianças. Tem visual adaptado aos pequenos e impede o acesso a conteúdos impróprios. Você pode torná-lo a página inicial e bloquear os demais sites de busca. É gratuito.

www.zuggi.com.br

*Preço pesquisado em junho de 2011

Redação M de Mulher

Anterior Humildade cristã não está com cristãos cabisbaixos
Próximo 10 Razões Por Que Eclesiastes 12:7 não Serve de Prova para a Teoria da Imortalidade da Alma

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 656 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Aconselhamento Espiritual 1Comentários

Como os Cristãos podem se envolver no evangelismo?

Jesus comissionou seus seguidores à pregação do evangelho para todo o mundo. Isso é evangelismo! Como podemos nos engajar nessa missão? Eles devem pessoalmente assumir a responsabilidade de transmitir o

Aconselhamento Espiritual 0 Comentários

Um Templo no Tempo

“Feliz aquele que age assim, o homem que nisso permanece firme, observando o sábado para não profaná-lo, e vigiando sua mão para não cometer nenhum mal” (Isaías 56:2, Nova Versão

Aconselhamento Espiritual 14 Comentários

A boa psicologia: opinião de um paciente

Gostaria de saber se a Bíblia aprova a psicologia… E.S, Estância, SE. Há textos bíblicos que tratam da psicologia – a boa psicologia – antes mesmo de ela sonhar em

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!