Acesso direto a Deus?

Acesso direto a Deus?

A humanidade tem dificuldade em entender os princípios da oração. Mas a Bíblia nos anima a orar, orar e orar. Mulheres e homens em tempos bíblicos costumavam orar frequentemente por: cura, ajuda, solução de problemas, perdão ou libertação da prisão. E o Senhor, em Sua sabedoria e no tempo apropriado, respondia conforme Sua vontade. Ele ainda responde às orações hoje.

 

 

Jesus não só demonstrou uma vida de oração exemplar e nos deu uma oração modelo, Ele também nos assegurou amplo acesso a Deus. A encarnação estabeleceu o vínculo mais íntimo possível entre Deus e nós para que, por Jesus nosso Senhor, possamos achegarmos “confiadamente junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna” (Hebreus 4:16).

Veja mais:

“Vós não me escolhestes a mim mas eu vos escolhi a vós, e vos designei, para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda.” João 15:16

Estes textos dispensa qualquer outro comentário acerca de que devemos orar diretamente ao Pai em nome de Jesus Cristo.

Outros textos para leitura:

– I Timóteo 2:5 “Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem.”
– Hebreus 8:6 “Agora, com efeito, obteve Jesus ministério tanto mais excelente, quanto é ele também Mediador de superior aliança instituída com base em superiores promessas.”
– Hebreus 9:15 “Por isso mesmo, ele é o Mediador da nova aliança, a fim de que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia sob a primeira aliança, recebam a promessa da eterna herança aqueles que têm sido chamados.”
– I João 2:1 ” Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo.”
– Hebreus 7:25 “Por isso, também pode salvar totalmente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.”

Equipe Biblia Online

Anterior A diabólica doutrina do “inferno eterno” – Parte 1
Próximo Existem Almas Debaixo do Altar? – Apocalipse 6:9

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 676 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Interpretação Bíblica 1Comentários

O dia da ressurreição de Jesus como dia de guarda

Houvesse o dia da ressurreição se transformado no novo dia de repouso da igreja apostólica, e isso certamente transpareceria na linguagem empregada nos evangelhos e nos demais livros do Novo Testamento, escritos vários anos após a ressurreição de Cristo. Mas os evangelhos de Marcos e Lucas (escritos cerca de 30 anos após a ressurreição), o de Mateus (escrito cerca de 35 anos após esse evento) e o de João (escrito cerca de 60 anos após o mesmo evento) referem-se ao dia da ressurreição simplesmente como o “primeiro dia da semana”, sem qualquer deferência especial para com ele (ver Mateus 28:1; Marcos 16:2; Lucas 24:1; João 20:1, 19).

Apologética Cristã 1Comentários

No Novo Testamento Está tudo liberado?

Vamos começar lendo Atos 10:9-16 “No dia seguinte, indo eles de caminho e estando já perto da cidade, subiu Pedro ao eirado, por volta da hora sexta, a fim de

Apologética Cristã 1Comentários

Quem são os 144 mil de Apocalipse 14?

Em Apocalipse 14 encontramos uma estrutura proléptica, na qual primeiro é descrito o grupo dos 144 mil (versos 1-5), para então serem mencionadas as três mensagens angélicas responsáveis pela origem

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!