Apologética Cristã

“Adventista? Jamais”

Um internauta com o pseudônimo “Adventista? Jamais” fez a seguinte afirmação:

“Você diz usar a Bíblia como sua única regra de fé pratica não é? Então me mostre onde está escrito NA BIBLIA que a igreja adventista é a única verdadeira e as outras são falsas!

“Garanto que você nunca ira me responder, sabe por quê?

“Porque isso não existe na Bíblia. Os adventistas têm o dom de inventar historias por isso JAMAIS SEREI UM DE VCS pelo simples fato de não querer viver na mentira.

Não julgo a sinceridade dele, pois, em outro comentário vi ser ele uma pessoa acessível. O que questiono é o tipo de “fonte” de onde ele tirou tamanha barbaridade.

Respondo sem medo de errar: Não há base bíblica para afirmar que só a Igreja Adventista é verdadeira. Nunca ensinamos isso por que não temos dúvidas de que é parte do plano Divino para a evangelização do mundo usar todas as religiões que exaltam a Cristo. Mesmo que tenhamos nossas doutrinas distintivas e a convicção de que um dia o povo de Deus sairá da babilônia espiritual (confusão religiosa – Apocalipse 18:4), não negamos que cada instituição religiosa foi usada por Deus para trazer de volta verdades bíblicas que foram esquecidas no período medieval:

a) Com o Luteranismo aprendemos que o perdão é pela fé em Jesus;

b) Com o Metodismo, que a graça de Deus não anula a Lei da experiência Cristã. Também, a importância da doutrina da Trindade;

c) Como os Anabatistas aprofundamos nossa compreensão sobre a importância da Liberdade Religiosa;

d) Com os irmãos Batistas, vimos o significado do batismo bíblico – por imersão;

e) Com os Batistas do Sétimo Dia, nossos pioneiros descobriram a verdade de que o Sábado é o dia de adoração;

f) Com os carismáticos vimos mais de perto como devem ter destaque na vida do crente os dons espirituais.

Poderia citar muitas outras denominações, mas, o espaço não permite por que quero disponibilizar outras informações.

O que os Adventistas do Sétimo Dia fizeram foi reunir essas doutrinas bíblicas (muitas delas redescobertas antes, pelos reformadores), sistematizá-las e contextualizá-las no Grande Conflito entre o bem e o mal. E, para ajudar todas as pessoas – cristãs ou não – a terem uma visão do todo da Bíblia, Deus nos chamou para pregarmos sobre a Segunda Vinda Visível de Cristo a esse mundo (Mateus 24:30,31; Tito 2:13; Apocalipse 1:7) as Três Mensagens de Apocalipse 14:6-12, que são os três últimos recados Divinos a uma humanidade rebelde.
Portanto, não nos consideramos os “donos da verdade”.

A POSIÇÃO OFICIAL DA IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA

Gostaria de repartir com cada internauta – e especialmente com o “Adventista? Jamais” – o posicionamento da Igreja Adventista sobre o relacionamento dela com as demais religiões cristãs. Não me aterei aos muitos textos no momento por que o presente artigo tem o objetivo de esclarecer nossa visão bíblica baseada em bibliografias fidedignas.

Na Declaração de Relacionamento com Outras Sociedades (Edição de 1999-2000), entre muitas outras afirmações importantes encontramos:

Reconhecemos como parte do plano divino para a evangelização do mundo todas as corporações que exaltam a Cristo ante os homens, e temos em alta estima os homens e mulheres cristãos de outras comunhões religiosas que se empenham em ganhar pessoas para Cristo.

“Como nas gerações passadas, na providência de Deus e conforme o desenvolvimento histórico de Sua obra em favor dos homens, têm surgido corporações denominações e movimentos religiosos para dar ênfase especial a diferentes aspectos da verdade evangélica…” Citado em Questões sobre Doutrina. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2008, p.p. 425, 426.

Manual da Igreja (Edição de 2005), p. 13: “A Igreja universal [aqui não se refere à igreja do Bispo Macedo, mas, a todos os filhos de Deus, que se encontram também na igreja dele] se compõe de todosos que verdadeiramente creem em Cristo…”

Livro Nisto Cremos (que contém as nossas 28 crenças fundamentais). 2003, p. 199:

“A igreja invisível, também conhecida como igreja universal, é composta dos filhos de Deus em todo o mundo. Inclui os crentes que estão dentro da Igreja visível e muitos outros que, embora não pertencendo à Igreja visível, têm seguido a luz que Cristo lhes concedeu (João 1:9). Este último grupo inclui aqueles que jamais tiveram a oportunidade de aprender a respeito de Jesus Cristo, mas que têm respondido ao Espírito Santo e têm procedido “por natureza, de acordo com a lei” (Rom. 2:14). A existência da Igreja invisível demonstra que a adoração a Deus é, no mais elevado sentido, espiritual. Jesus expôs nestas palavras a questão: “Vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para Seus adoradores” (João 4:23).

“Tendo em vista a natureza espiritual da adoração, os seres humanos não são capazes de calcular exatamente quem constitui e quem não constitui parte da Igreja de Deus.

“Por intermédio do Espírito Santo, Deus conduz Seu povo da Igreja invisível para uma união com Sua Igreja visível. “Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco; a Mim Me convém conduzi-las; elas ouvirão a Minha voz; então haverá um rebanho e um Pastor” (João 10:16).”

Ellen White: Deus tem pedras preciosas em todas as igrejas, e não devemos fazer denúncias impetuosas do professo mundo religioso.” The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 4, pág. 1.184.

O Senhor tem Seus representantes em todas as igrejas. As especiais verdades probantes para estes últimos dias não foram apresentadas a essas pessoas de tal modo que trouxessem convicção ao coração e à mente; por isso, ao rejeitar a luz, elas não romperam sua ligação com Deus”. Testimonies, vol. 6, págs. 70 e 71.

“Entre eles [os católicos] existem muitos que são conscienciosíssimos cristãos, que andam em toda a luz que sobre eles brilha, e Deus operará em seu favor.” Obreiros Evangélicos, pág. 329.

Depois de ler tais informações oficiais, uma pessoa tem que ser muito fundamentalista para dar crédito mais aos sentimentos de preconceito do que a fatos documentados.

CONCLUSÕES

1) Esse nosso amigo e muitos outros precisam ir a fontes primárias para não afirmarem coisas sem cabimento. Jamais deveriam acusar os adventistas de algo sem ler nossa literatura ou entrevistar um líder da igreja.

2) Os adventistas não se consideram os donos da verdade. Cremos que temos uma mensagem especial, mas, isso em nada diminui o valor dos demais cristãos ou nega o chamado que Deus fez a eles para exaltar a Pessoa Divina de Jesus.

3) Quem fizer uma pesquisa imparcial sobre os adventistas não cairá no erro refletir ideias de quem nada conhece sobre nossas doutrinas e origem denominacional.

Estou à disposição para maiores esclarecimentos.

Um abraço,

Leandro Quadros.

 

Veja mais aqui:

Veja como lidar com escarnecedores:

 

Clique nesta imagem para ir ao site e conhecer o conteúdo do áudio livro

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *