Adventistas: um “grupo aberrante”?

Adventistas: um “grupo aberrante”?

Muitas perguntas me chamaram a atenção desde o inicio do programa Na Mira da Verdade na Novo Tempo. Nossos irmãos de todas as denominações religiosas fizeram o programa acontecer – com cada pergunta… Uma melhor que a outra! Entretanto, o que mais me fez refletir foi aquela questão em que indagaram se a Igreja Adventista é ou não uma “seita”.

As acusações contra o adventismo são muitas. Poderia transcrever uma lista de “adjetivos” que são direcionados à fé adventista. Mas, para você ter uma ideia do que tem sido dito por aí, deixo-lhe a opinião de Norman Geisler e Ron Rhodes, apresentada no livro “Resposta às Seitas” (Rio de Janeiro, RJ: CPAD, 2008), p. 159. Ao falar de seitas que ensinam dietas alimentares e comemorações de festas religiosas, os autores não perderam tempo:

“Outros grupos aberrantes, como os Adventistas do Sétimo Dia, também acreditam que os cristãos ainda permanecem sob a lei mosaica”.

Há justificativa para tamanho preconceito? Pelo que estudamos a respeito das 28 doutrinas fundamentais adventistas, a resposta é um NÃO. Ao analisarmos cada uma delas, pôde-se perceber que, mesmo possuindo crenças distintivas (crença no dom profético dado a Ellen White, na doutrina do santuário e do juízo investigativo, bem como na reforma de saúde), os Adventistas do Sétimo Dia em seus seis grandes blocos de doutrinas demonstram ser praticamente iguais aos demais cristãos.

Será que após a leitura de Atos 24:14 Norman Geisler e Ron Rhodes teriam a coragem de afirmar que Paulo fazia parte de um “grupo aberrante”, por ele aceitar a lei mosaica? O que os autores diriam das palavras de Jesus em João 5:46, 47?

Ninguém é obrigado a gostar do adventismo. Mas se for um seguidor de Jesus, precisa gostar dos adventistas e crer como eles sobre os seis grandes blocos doutrinários que englobam suas 28 doutrinas. Quem ler o livro “Nisto Cremos” (Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2008) verá que a Doutrina de Deus, a Doutrina do Homem, a Doutrina da Salvação, a Doutrina da Igreja, a Doutrina da Vida Cristã e a Doutrina dos Últimos eventos (Escatologia) em essência estão em harmonia com o cristianismo ortodoxo, que preserva as doutrinas fundamentais das Escrituras.

Por isso, me pergunto: será que se alguém ler sobre as crenças adventistas no livro “Nisto Cremos” – ao invés de se ater a fontes secundárias escritas por gente que acha saber alguma coisa – não chegaria à conclusão que, no sentido pejorativo do termo (seita) os adventistas não se enquadram? Sinceramente, creio que quem nos acusa de sermos uma “seita” está “mais por fora que arco de barril”.

Gostaria de fazer um convite a você, amado (a) leitor. Procure ler o livros como “Nisto Cremos” e/ou “Questões Sobre Doutrina” (Casa, 2010) antes de formar uma opinião definitiva sobre os adventistas. Mantendo contato com nossa literatura oficial (fontes primárias) você terá uma surpresa agradável: saberá que os adventistas são filhos de Deus, que creem na salvação pela fé em Cristo (Ef 2:8, 9) e aceitam o poder transformador do Espírito Santo que atua no íntimo (Hb 8:10) para os colocar em harmonia com a vontade de Deus (Fp 2:10).

Como diz o amigo Tito: “não tenha preconceito”. Estude, analise e, com nossas crenças em mãos, questione seu líder religioso para que ele tenha a oportunidade de saber mais sobre o assunto. Vocês poderão não aceitar todas as doutrinas nais quais acreditamos, mas, com certeza aprenderão a respeitá-las. Isso fará com que o adventismo seja visto com bons olhos e, assim, cada um de nós, mesmo discordando em algums pontos, trabalhará unido pelo mesmo motivo: o avanço do reino de Deus.

Após a leitura de um dos livros indicados, gostaria que respondesse à seguinte pergunta: “em qual dos 6 grandes blocos doutrinários ensinados pelo adventismo se vê a característica de um movimento sectário?”. Aguardarei com respeito suas considerações e despeço-me com um texto bíblico que li ontem, para nossa reflexão:

“Porém confesso-te que, segundo o Caminho, a que chamam seita, assim eu sirvo ao Deus de nossos pais, acreditando em todas as coisas que estejam de acordo com a lei e nos escritos dos profetas” (At 24:14)

Um abraço,

Leandro Quadros

www.novotempo.com/namiradaverdade

Créditos da imagem: http://marcelobrasilarquitetura.com/blog/portfolio-item/igreja-adventista-do-setimo-dia-compensa-i-manaus/

Anterior Princípios bíblicos para o casamento
Próximo Quem morreu na cruz?

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 515 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 2 Comentários

Para quem devo dar meu dízimo?

Alguns membros da igreja me têm dito que devo dar meu dízimo para pessoas que o usarão corretamente, mesmo que elas não sejam ministros da igreja. Existe alguma evidência bíblica

Apologética Cristã 4 Comentários

A Trindade Além das Adulterações Textuais no Novo Testamento Grego

Você receberá nesse post um verdadeiro presente, caro leitor: mais um texto de extrema qualidade produzido por Damião Bonfim, teólogo e estudioso de Crítica Textual. No presente artigo ele aborda

Apologética Cristã 1Comentários

O Domingo na Nova Aliança

O Sábado e o Domingo na Nova Aliança A questão das alianças (ou concertos) tem sido muito distorcida e mal compreendia. Brevemente, permita-me informar o que a Antiga Aliança não

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!