Antony Flew: a história do ateu mais influente do Século XX que se converteu através da ciência

Antony Flew: a história do ateu mais influente do Século XX que se converteu através da ciência

O ex-ateu Antony Flew, que faleceu em 2010 aos 87 anos, era conhecido por seu ativismo contra a fé. Entre os ateus, era considerado o “Papa dos ateus” e muitos estudiosos e filósofos gostam de ilustrar sua influência comparando-o a Richard Dawkins, o mais famoso ateu da atualidade, dizendo que ele foi no século XX, o que o famoso ateu inglês é hoje para os ateus: um símbolo.

Porém, em 2004, ao abandonar o ateísmo, ele se tornou o maior exemplo dos religiosos que se importam com o debate sobre fé e ciência.

Em 2007, escreveu o livro “Há um Deus”, onde afirmava sua admiração pelo cristianismo, classificando como a religião que “mais claramente merece ser honrada e respeitada”, ressaltando também a influência do apóstolo Paulo na formação das bases conhecidas do cristianismo hoje, a quem classificava como “intelectual”.

No livro “Deus Existe”, Flew relata em parceria com Roy Abraham Yarghese que sua conversão se deu da forma mais convincente para um ateu: através da ciência. Um grande exemplo costumeiramente usado por filósofos ateus para refutar a teoria da criação, é a teoria do big-bang. Porém, para Flew, após anos de estudo e reflexão, a própria teoria do big bang era a prova do que o livro de Gênesis relata.

Em seus relatos, Antony Flew, que era filho de um pastor anglicano afirmava que sua busca por respostas na ciência, o levou à crença em Deus: “Segui a razão até onde ela me levou. E ela levou-me a aceitar a existência de um Ser auto-existente, imutável, imaterial, onipotente e onisciente”.

Richard Dawkins, o ateu mais conhecido mundialmente deste século, recentemente negou ser ateu, afirmando ser agnóstico, pois exceto por detalhes, ele não poderia ter certeza da inexistência de Deus: “Eu estou convicto de 6,9 em cada 7 das minhas crenças… Eu acho que a possibilidade de existir um Criador sobrenatural é muito, mas muito baixa”, afirmou, sem certeza.

Gospel+

Anterior As 2300 Tardes e Manhãs e a Hora do Juízo
Próximo O Arrebatamento Secreto é verdade?

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 718 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

FAQ - Dúvidas Frequentes 0 Comentários

Jesus foi inventado por aristocratas romanos?!

Jesus nunca existiu. Jesus é um plágio de divindades egípcias, gregas e romanas. Jesus existiu e era o Filho de Deus entre nós. Jesus existiu, mas não era divino, e

Bons Debates 1Comentários

Todos os pecados são iguais aos olhos de Deus?

Fundamental para entendermos o problema do pecado é a distinção entre pecado (condição) e pecados (atos pecaminosos). O pecado é uma condição humana de alienação de Deus e um princípio interior

Textos Difíceis 5 Comentários

Deus recompensa a mentira? (Josué 2:3-6)

Quando lemos Josué 2:3-6 percebemos que a prostituta Raabe mentiu a respeito da estadia dos dois espias na casa dela, quando eles eram procurados pelos moradores da cidade de Jericó

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!