Como ajudar quem está pensando em suicídio?

Como ajudar quem está pensando em suicídio?

Dez dicas importantes para ajudar quem pensa em suicídio.

1. É preciso que leve essa pessoa a um médico psiquiatra urgentemente a fim de receber dele orientações sobre o tratamento adequado para a depressão e inclusive ser claro com o médico com relação à tentativa de suicídio da pessoa a quem você acompanha. Ofereça-se para ir junto com a pessoa e vá com ela (ou alguma pessoa que seja familiar ou muito próxima dela e que possa, depois, ajudá-la e motivá-la a continuar o tratamento).

2. Se a pessoa que você conhece tentou ou tem tentado o suicídio, não permita que ela fique sozinha nos próximos dias. Ela precisa estar na companhia de alguém por 24 horas. Se essa pessoa mora sozinha ou se a família não estiver em casa, é preciso que outra pessoa se coloque à disposição para acompanhá-la até mesmo à noite (porque podem ter insônia).

3. Essa pessoa precisa desabafar, porque certamente ela está acumulando muitas coisas para si mesma e chega um momento em que ela não aguenta. Por isso, ouça o que ela tem a lhe dizer sem julgá-la, sem aconselhá-la e sem dar opiniões em um primeiro momento. Ela precisa que alguém a ouça e que lhe dedique atenção por algum momento. Por isso, ouça o que ela tem a dizer e não se sinta pressionado a falar algo para ela.

4. A pessoa deprimida que tenta suicídio precisa ter alguém ao lado em quem ela confia e que expresse que gosta dela. Alguém que esteja disponível, que fale com calma (sem ficar apavorado e sem demonstrar pena), que a aceite, acredite nela e que a deixe tranquila, crendo que você estará ao lado dela enquanto isto não passar.

5. As pessoas deprimidas, principalmente em estado mais grave, ficam se sentindo muito culpadas por causa da depressão e se consideram um “peso” para quem está perto. Por isso deixam de falar sobre o que sentem, se isolam e tendem a não querer nenhuma ajuda por medo de estar incomodando. Por isso, é preciso demonstrar para essa pessoa que ela não é um “peso”, que ela não é a depressão, mas que ela ESTÁ com depressão, e isso passará. É preciso demonstrar que é um prazer para você ajudá-la.

6. Depressão é uma doença e não um “fingimento” ou “fraqueza”. Não tem a ver com problemas de espiritualidade também! Por isso, não critique a pessoa que está deprimida. Provavelmente ela se sentirá mais deprimida ainda se criticada por estar passando por essa depressão.

7. Não tente fazer com que o deprimido se anime com frases como: “Pare de pensar coisas ruins!”, ou “Você tem que ficar animado”. Talvez a intenção em usar essas frases seja boa, mas para a pessoa que está em depressão é muito difícil conseguir usar a razão e deixar que ela domine os sentimentos, que estão muito pesados, muito sofridos. E quando a pessoa ouve frases como estas, ela pode se sentir mais incapaz ainda por não conseguir fazer o que estão dizendo a ela naquele momento. Em vez de usar essas frases, use frases compreensivas, como; “Esses sentimentos são muito ruins mesmo…”; “Eu posso imaginar a sua dor. Você quer falar mais sobre o que está sentindo?” (e deixe a pessoa falar…). Você ainda pode dizer: “Pode parecer que não, mas essa é uma fase, e ela vai passar. Enquanto isso, estarei ao seu lado”. Frases assim não “obrigam” o paciente a se animar AGORA, JÁ, o que é muito difícil para ele, e não o condenam pelo que está sentindo, oferecendo a compreensão e o apoio enquanto essa fase não passa.

8. Encoraje-a a seguir as orientações médicas. Pode acontecer que, devido à depressão, o próprio paciente não tenha vontade de tomar os medicamentos, ir à terapia, e seguir com o que foi orientado pelo profissional médico ou psicólogo. Assim, também é papel da família ou dos amigos estarem ao lado do deprimido animando-o a seguir com tais procedimentos porque eles farão efeito!

9. Encoraje essa pessoa a caminhar (se possível, caminhe com ela). Normalmente a pessoa que está com depressão, pela falta de energia física e emocional (e não por “frescura”), não quer sair de casa. Mas o exercício físico poderá ajudá-la na depressão, porque quando caminhamos produzimos substâncias como a serotonina e a dopamina. Quando alguém está deprimido, o nível de serotonina no cérebro está muito baixo e a caminhada ajudará, então, a aumentar a produção dessa substância e, portanto, ajudará no tratamento da depressão. Pode aproveitar a caminhada para deixar que a pessoa fale sobre o que deseja.

10. Ore por essa pessoa, mas ore com ela também.

“Quando andar em trevas e não tiver luz nenhuma, confie no nome do Senhor e firme-se sobre o seu Deus” (Isaías 50:10).

Equipe Biblia.com.br

Anterior Por que Paulo foi tão rigoroso com os Gálatas?
Próximo Existe um chamado bíblico para o ecumenismo?

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 422 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 1Comentários

Dom de cura: como saber se é verdadeiro ou falso?

A Palavra de Deus apresenta o dom da cura como sendo uma possibilidade de Deus e de Satanás. Jesus realizou muitos milagres de cura. Pedro, após a cura do coxo

Bons Debates 0 Comentários

Como devemos interpretar a mensagem de um autor

Após  ler uma série de comentários no Face e Youtube, acredito que é importante falarmos um pouquinho sobre a interpretação de um texto, pois percebo que algumas pessoas tiram conclusões

Apologética Cristã 2 Comentários

Seminário Gratuito sobre a Imortalidade da Alma

Olá meus amigos! Nesse post você poderá acompanhar as aulas do seminário sobre a imortalidade da alma! Por favor, inscreva-se no canal e ative as notificações para não perder nenhuma

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!