Deus se arrepende?

Deus se arrepende?

Por que em Números 23:19 diz: “Deus não é homem, para que minta, nem filho do homem, para que se arrependa…”, sendo que em Gênesis 6:6 se afirma: “então, se arrependeu o Senhor de ter feito o homem na terra, e isto lhe pesou no coração”?

A palavra “arrependimento” é expressa por diferentes palavras no original hebraico e grego. Sendo assim, o arrependimento divino é totalmente diferente do arrependimento humano, pois diferentes palavras hebraicas e gregas são usadas para definir esse sentimento.

Quando a Bíblia fala do arrependimento humano, usa as seguintes palavras no original: Shubh (hebraico) e metanoéo (grego). Seus significados: mudança de mente (não somente a tristeza pelo pecado), voltar atrás, retornar ao caminho correto. Por outro lado, quando a Bíblia fala acerca do arrependimento divino, usa os seguintes termos: Naham (hebraico) e Metamélomai (grego). Significados: dor, tristeza, pesar.

Portanto, quando Gênesis 6:6 diz que Deus “se arrependeu”, está afirmando que o Senhor “sentiu profunda dor, pesar” (lembremos que não temos como expressar em linguagem humana os sentimentos de Deus, como realmente foi essa dor divina) por ter de executar juízo (por ocasião do dilúvio) contra o homem que Ele havia criado. O arrependimento divino não traz mudança em seu Ser, mas sim no seu modo de “tratar” o ser humano.

Clique nesta imagem para ir ao site e conhecer o conteúdo do áudio livro

Anterior Qual o significado da expressão debaixo da lei mencionada em Romanos 6:14?
Próximo Princípios bíblicos para o casamento

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 441 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 0 Comentários

Como ajudar quem está pensando em suicídio?

Dez dicas importantes para ajudar quem pensa em suicídio. 1. É preciso que leve essa pessoa a um médico psiquiatra urgentemente a fim de receber dele orientações sobre o tratamento

Apologética Cristã 1Comentários

O “textus receptus” e as traduções modernas da Bíblia

Johannes Kovar, Seminário Bogenhofen Ressurgiu entre os adventistas a questão da confiabilidade das traduções da Bíblia e especialmente sobre qual tradução deve-se escolher. Em suas palestras, Walter Veith, um zoologista,

Apologética Cristã 0 Comentários

Existe um chamado bíblico para o ecumenismo?

Para alguns cristãos, o termo “ecumenismo” é uma palavra repugnante. Muito frequentemente, essa atitude tem levado à intolerância doutrinária e relacional para com outros cristãos. A apatia resultante e o

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!