É pecado comer algo vendido em festas juninas?

É pecado comer algo vendido em festas juninas?

O que a Bíblia tem a dizer sobre o uso de alimentos vendidos em festas juninas? Algumas pessoas têm me perguntado se comer algo vendido em um lugar festivo não seria “tomar parte na idolatria”, já que tal alimento é disponibilizado em um contexto idólatra. Vamos analisar o princípio bíblico de 1 Coríntios 8. Muitos que vão para o lado do extremismo deveriam ler com atenção este capítulo. Por isso, iremos analisá-lo em três partes:

Parte 1:

“No que se refere às coisas sacrificadas a ídolos, reconhecemos que todos somos senhores do saber. O saber ensoberbece, mas o amor edifica. Se alguém julga saber alguma coisa, com efeito, não aprendeu ainda como convém saber. Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido por ele. No tocante à comida sacrificada a ídolos, sabemos que o ídolo, de si mesmo, nada é no mundo e que não há senão um só Deus. Porque, ainda que há também alguns que se chamem deuses, quer no céu ou sobre a terra, como há muitos deuses e muitos senhores,  todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós também, por ele.” (1Co 8:1-6)

Ao tratar dos alimentos sacrificados aos ídolos em templos pagãos, Paulo afirma no verso 4 que, o ídolo “de si mesmo, nada é” e que “há senão um só Deus”. Portanto, achar que o alimento oferecido a um ídolo irá “contaminar espiritualmente” uma pessoa é falta de fé no único Ser (Deus) que pode permitir que algo nos aconteça. Se os ídolos não são reais, não há motivos para se preocupar com eles.

Parte 2:

“Entretanto, não há esse conhecimento em todos; porque alguns, por efeito da familiaridade até agora com o ídolo, ainda comem dessas coisas como a ele sacrificadas; e a consciência destes, por ser fraca, vem a contaminar-se.  Não é a comida que nos recomendará a Deus, pois nada perderemos, se não comermos, e nada ganharemos, se comermos.” (1Co 8:7-8)

Mesmo que o comer um alimento oferecido a ídolo não influencie a vida espiritual, Paulo afirma que “não há esse conhecimento em todos”. Alguns, por terem tido familiaridade com a idolatria, ainda se sentem contaminados se comerem uma comida aparentemente “idólatra”. O apóstolo afirma que tais pessoas têm a consciência fraca e conclui: não é comida que nos recomendará a Deus. Por isso, nada iremos perder se não comermos e nada ganharemos se comermos. Portanto, o cristão é livre em Cristo para decidir.

Parte 3:

“Vede, porém, que esta vossa liberdade não venha, de algum modo, a ser tropeço para os fracos. Porque, se alguém te vir a ti, que és dotado de saber, à mesa, em templo de ídolo, não será a consciência do que é fraco induzida a participar de comidas sacrificadas a ídolos?  E assim, por causa do teu saber, perece o irmão fraco, pelo qual Cristo morreu.  E deste modo, pecando contra os irmãos, golpeando-lhes a consciência fraca, é contra Cristo que pecais.  E, por isso, se a comida serve de escândalo a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que não venha a escandalizá-lo.” (1Co 8:9-13)

Nesse ponto a Bíblia equilibra o assunto e agrada a “gregos e troianos”. Apesar de o cristão ser livre para comer ou não um alimento dedicado a um ídolo, não deve usar de sua liberdade para ferir a consciência dos “fracos”. Paulo também afirma que pecar contra a consciência dos irmãos é pecar contra Cristo.

Desse modo, se o comer um alimento vendido em uma festa junina irá escandalizar um “fraco”, o melhor é não comer.

Podemos ver que, na perspectiva bíblica, nada há de mal em comer, por exemplo, uma pipoca que foi vendida em uma festa junina (se você não fizer parte de uma festa onde há bebidas alcoólicas – ler Sl 1:1-2). Porém, se isso fizer com que um irmão se escandalize, é melhor fazer a pipoca em casa.

Levemos em conta que geralmente nas festas juninas em igrejas, famílias ou bairros não se costuma oferecer os produtos alimentícios aos “santos”. Todavia, siga a sua consciência, como orienta 1 Coríntios 8:1-13.

Em qual dos dois grupos de 1 Coríntios 8 você se enquadra? Nos dos fortes ou fracos na fé? Isso é o que menos importa. O mais importante é que sua opinião seja respeitada – e que você respeito a opinião dos outros.

Um abraço,

Leandro Quadros.

Anterior Como devemos interpretar a mensagem de um autor
Próximo O selo de Deus é o sábado ou o Espírito Santo?

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 437 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Ética Cristã 33 Comentários

Pensando biblicamente a respeito da pena de morte

Quero expressar minha gratidão e contentamento pelo artigo intitulado “Não Matarás!”, do Pr. José Flores Júnior, publicado na Revista Adventista no mês de março de 2015[i]. O autor pensou biblicamente

Ética Cristã 4 Comentários

Processo de doação de sangue é simples e salva vidas

Doar sangue é uma maneira de ser solidário. Pensando nisso, o Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, dentro da filosofia do projeto Vida por Vidas, promove duas vezes ao ano uma oportunidade para que os alunos exerçam solidariedade.

Ética Cristã 4 Comentários

Maquiagem, calça comprida e músicas na Novo Tempo

Olá! Os assuntos de maquiagem, vestimenta e música sempre geram um bom Debate, não é mesmo? Por isso juntei alguns vídeos sobre esses assuntos e assim você poderá ter uma

7 Comentários

  1. Fsbio
    junho 14, 17:09 Resposta

    O comentário do Miranda é exelente. Bom mesmo seria o irmão Leandro Quadros ter humildade pra reconhecer seu equívoco e se retratar. Não seria feio não irmão Leandro, muito pelo contrário seria um lindo gesto de HUMILDADE. Aguardo uma retratação pública à mesma altura do post tanto aqui como nos canais do YouTube e na mira da verdade

  2. silvania
    julho 16, 21:54 Resposta

    Mais e errado você comer algo que e vendido ou nao se a um só deus

  3. Miranda
    julho 03, 16:08 Resposta

    Primeiro esre texto se refere a preocupação do Judeus q moravam em Corintios uma cidade pagã sobre alimentos vendidos no comércio q supostamente poderiam ser oferecido algum idolo ,nada tem haver com frenquentar ou realizar uma festa idolatra. Segundo bem disse Paulo esses ídolos não eram deuses ,pq só existe um Deus. Então o q são esses idolos? Paulo tbm explica isso na continuação do que seu texto omitiu:Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa?
    20 Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios.
    21 Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.
    1 Coríntios 10:19-21

  4. Dhaville
    julho 01, 07:44 Resposta

    Fantástico! Aproveito o ensejo e pergunto: Entra nesse mesmo contexto as oferendas em encruzilhadas? O candomblé costuma oferecer comida e, entendo eu, não ser para deuses, mas para o próprio inimigo. Se puder responder, agradeço, professor

  5. Olá gostaria que me tirasse uma dúvida em relação a festa de bom Jesus de Iguape, estamos adorandoos ídolos se irmos até a festa.

    Até porque muita gente vai apenas p comprar e passear.

    desde já obg.
    Deus te abençoe.

  6. Olá gostaria que me tirasse uma dúvida em relação a festa de bom Jesus de Iguape, estamos adorandoos ídolos se irmos até a festa.

    Até porque muita gente vai apenas p comprar e passear.

    Gostaria que me tirasse essa dúvida, desde já obg.
    Deus te abençoe.

  7. Bruna
    junho 30, 15:42 Resposta

    Pastor, entendi o que explicou nessa questão, mais quanto a alimentação mencionada nos escritos do Espírito de Profecia e os entendimentos que dão tanto conflito entre os próprios adventistas, o senhor tem algum artigo que fale um pouco sobre isso?

Deixe seu Comentário