Nota de Esclarecimento

Nota de Esclarecimento

Olá, amigos:

Está circulando na internet um vídeo no qual citei o nome de um deputado que hoje é candidato à presidência da república. Na ocasião, nem havia campanha política e se houvesse, eu não teria citado aquele ou qualquer outro nome.

Esse vídeo foi gravado sem autorização minha, da Novo Tempo ou da IASD e, por isso, gostaria que prestassem atenção ao que irei dizer agora.

1. A resposta que dei foi em um programa de capacitação de líderes de igreja, a um grupo reduzido de pessoas, e tinha relação com um tema bíblico, nada a ver com promoção política. A gravação não teve minha autorização, da Novo Tempo, da IASD e nem mesmo autorização para ser divulgada na internet. Qualquer edição e uso do vídeo está sendo feita sem qualquer anuência minha, da Novo Tempo e da igreja.

2. A Igreja Adventista do Sétimo Dia, a Novo Tempo e seus pastores não apoiam publicamente nenhum candidato. Os membros da IASD são livres para votarem segundo a sua consciência.

A igreja respeita a opinião pessoal da cada pessoa e, ciente disso, assim como qualquer outro cidadão, tenho minhas opiniões sem usar do púlpito e dos órgãos oficiais de comunicação da igreja para promovê-las.

Por isso, peço que por favor não divulguem ou compartilhem este video, pois o mesmo não foi produzido por mim, pela Novo Tempo e pela IASD, de modo que não deve ser tirado de contexto como uma opinião oficial da Igreja.

Muito obrigado pela atenção e consideração de todos.

 

Anterior O perdão liberta
Próximo Combate a fake news é uma questão de cidadania

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 695 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Sem categoria 1Comentários

Pureza sexual

Em uma sociedade marcada pelo hedonismo, lascívia e adultério, como o cristão pode preservar-se puro sexualmente? Destacamos logo de início que o plano de Deus para a sexualidade humana está

Ética Cristã 6 Comentários

Processo de doação de sangue é simples e salva vidas

Doar sangue é uma maneira de ser solidário. Pensando nisso, o Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, dentro da filosofia do projeto Vida por Vidas, promove duas vezes ao ano uma oportunidade para que os alunos exerçam solidariedade.

Sem categoria 4 Comentários

Era o seu nome Yehoshua, Yeshua ou Jesus?

Um número crescente de pessoas em algumas comunidades cristãs tem questionado e se oposto ao uso do nome Jesus para designar o Filho de Deus. Estão eles certos ou não?

8 Comentários

  1. Sinto, mas a emenda saiu pior que o soneto. Um curso de capacitação de líderes não é um “púlpito”? É o quê, então? Um palanque?
    Você estava a serviço da Igreja e onde estiverem dois ou três reunidos em nome dEle, lá Ele não estará?
    Por favor, deixe seus inflamado discursos políticos, sem base bíblica, para aquele churrasco na sua casa.
    Ao invés de trazer fogo estranho ao altar do Senhor, você deveria ensinar à nossa liderança a posição oficial da IASD sobre Direitos Humanos, expressa no livro “Declarações da Igreja”, pp. 59-60, a seguir parcialmente transcrita: “Desde a sua formação, na metade do Séc. XIX, a IASD tem apoiado os Direitos Humanos. Inspirados por valores Bíblicos, os primeiros adventistas estavam envolvidos na luta contra a escravidão e a injustiça. (…) A Declaração, vinda da melhor e mais elevada parte do coração humano, é um documento fundamental que apoia firmemente a dignidade humana, a liberdade, a igualdade e a não discriminação de minorias. (…) A IASD insiste que a ONU, autoridades governamentais, líderes e crentes religiosos e organizações não-governamentais trabalhem incansavelmente para a implantação dessa Declaração. Políticos, líderes de sindicato, professores, empregadores, representantes da mídia e todos os formadores de opinião deveriam apoiar fortemente os Direitos Humanos”.
    Declaração votada na Comissão Administrativa da Assembléia Geral de 1998. Se houver uma mais recente, desdizendo essa, favor me informar aqui e por e-mail.

    • Filipe Figueiredo
      dezembro 16, 09:40 Resposta

      Olá, irmão Francisco. Leia até o final.
      Leandro Quadros falou, com base bíblica, que o ser humano tem o direito a se defender perande risco de vida adivinda de outra pessoa. Ou você, Francisco, quando um bandido quer lhe ameaçar ou fazer alguma coisa com você, você vai chamar quem? A polícia, é óbvio. Então quer dizer que a polícia pode matar o bandido pra te livrar de morrer? Não é você que é contra a morte de uma pessoa que quer matar a outra sem motivo?? Contraditório, as suas afirmações!
      E esse trecho do livro que você citou do livro “Declarações da Igreja” menciona que os primeiros adventistas lutavam contra a escravidão e a injustiça. Leandro não falou em escravidão. Injustiça é você, Francisco, insinuar em jogar a culpa nos policias por estes matarem bandidos pra nos defender.
      O objetivo do Leandro não foi propagar ou fazer campanha política e sim, apresentar ideias politicas que vão de acordo com a Bíblia.

  2. O vídeo mencionado foi válido para mim, e aqui saio em defesa do Leandro por entender que o mesmo exerceu seu papel de cidadão sem ser enfático em assuntos políticos.

  3. Denize
    outubro 30, 06:02 Resposta

    Reforço o questionamento do Cícero Silva, uma vez que a circulação desse malfadado vídeo, na internet, sempre foi de seu conhecimento, bem assim, e por óbvio, os textos escritos em idêntico sentido, neste espaço, induzindo tanta gente a concluir que as ideias e posições expostas publicamente são as defendidas pela Igreja Adventista do Sétimo Dia.

  4. Cicero Silva
    outubro 28, 11:18 Resposta

    Bom dia amado? Me perdoe o incoveniente ao perguntar: Porque você não tomou posição antes, ao vídeo como o está fazendo agora ? Lamentavelmente nos últimos dias muitos líderes deram uma demonstração de falso cristianismo, nao pelo falo de apoiar um candidato, mais pela grande obsessão em idolatrar, fazendo isso em redes sociais.

Deixe seu Comentário