Reflexões RelevantesTextos Difíceis

O contexto é tudo

Entenda por que o profeta Elias mandou descer fogo do céu sobre duas tropas inimigas

Hoje veremos a importância da análise contextual para a correta interpretação do texto bíblico. Isso é fundamental inclusive para a correta aplicação do texto à vida espiritual.

Se você é estudante, esse princípio também se aplica a qualquer outro tipo de texto, que não seja necessariamente religioso.

Há alguns dias li um capítulo que intriga muitas pessoas: o relato em que Elias fez cair fogo do céu sobre duas tropas de 50 pessoas. Se ainda não leu a história, ela se encontra em 2 Reis 1:9-16.

A leitura isolada dos versos 10 e 11 pode levar à conclusão de que Deus foi muito “duro” em punir duas tropas que estavam “apenas cumprindo ordens do rei” para trazer Elias em sua presença. Porém, a leitura contextual revela que não é assim como imaginamos.

1º: Elias estava lidando com pessoas rebeldes. Acazias, novo rei de Israel, era filho do perverso Acabe e, assim como os pais, “fez o que era mau perante o Senhor” (1Rs 22:53, 54). Os chefes e suas tropas faziam parte da apostasia que afastava as pessoas do Criador e cegava-as para a realidade da vida.

2º: Aquelas pessoas não estavam dispostas a se arrepender. Isso é bastante claro em 2 Reis 1:15, quando vemos que “o anjo do Senhor” disse ao profeta que ele não precisava temer a terceira tropa, ou seja: esses soldados não estavam dispostos a fazer mal ao homem de Deus como os soldados anteriores.

3º: Aquelas pessoas sabiam que estavam lidando com um profeta de Deus e escolheram permanecer ao lado da rebelião.

Atos 5:29 apresenta o seguinte princípio: é mais importante obedecer a Deus do que aos homens. As duas tropas que foram mortas poderiam ter decidido ficar do lado de Deus e não serem coniventes com um rei que chegou a ponto de afrontar ao Senhor pedindo a seus mensageiros que consultassem, ao invés dEle, a “Baal-Zebube”, deus de Ecrom”, para saber se seria curado (leia 2Rs 1:1-5).

Moral da história: mesmo devendo respeitar as autoridades (Rm 13:1-4), jamais devemos colocar a autoridade humana acima da autoridade divina (At 5:29) pois, do contrário, sofreremos as mesmas consequências que autoridades rebeldes.

Nossas melhores escolhas sempre serão aquelas pautadas pelo respeito ao Criador. Ele deve estar em primeiro lugar (Mt 6:33) porque Ele sempre nos coloca em primeiro lugar. A cruz que Ele enfrentou por nós é a maior prova disso (cf. Rm 5:7, 8).

Realmente, o contexto é tudo. Não acha?

Assista também e compartilhe!

Tags:

6 comments

  1. Ótimo artigo professor,há algum bom artigo seu falando sobre Trindade e um sobre predestinação?

    1. Estimado Carlos: já escrevi sobre isso e postarei em breve aqui no blog, ok? Muito obrigado por sua sugestão. Um abraço!

  2. Gostei muito da explicação é gostaria de ter mais estudos.

  3. Sim e acho que Quando cristo se sacrificou-se por nós mostrou o amor de Deus perante a humanidade.
    Este sacrifício mostra como Deus nos Ama

  4. Muito boa explicação prof. Leandro Quadros, só que no vídeo no youtube vc adoçou nossos lábios e não deu o doce, precisamos saber mais sobre o curso “Pregação expositiva”, como é a forma desse curso? Livro, internet, e-mail, vídeos? Qual o link do curso? Estou muito interessado.

    1. Estimado Nilton! Satisfação saber de seu interesse pelo curso. O curso será com videoaulas onde pretendo ensinar passo a passo a elaboração do sermão e darei algumas dicas para interpretar e aplicar o texto bíblico. Darei instruções sobre a postura do pregador e alguns bônus de presente que serão espetaculares (inclusive um software para o pregador anotar onde e o que pregou, a fim de não se perder e repetir sermões). Concluirei o curso on-line em março e pretendo, pela graça de Deus, lançar e colocar à venda o material em abril. Ore por esse projeto.

      Avisarei você quando o mesmo for lançado, ok? Um abraço e feliz semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *