O Domingo na Nova Aliança

O Domingo na Nova Aliança

O Sábado e o Domingo na Nova Aliança

A questão das alianças (ou concertos) tem sido muito distorcida e mal compreendia. Brevemente, permita-me informar o que a Antiga Aliança não era os Dez Mandamentos. Por quê? Porque eles não estavam antiquados e prestes a desaparecer (Hebreus 8:13). Eles não tinham pobres promessas (Hebreus 8:6) e eles não eram defeituosos (Hebreus 8:7).

Então, o que foi a Antiga Aliança e como foi ratificada? Foi um acordo entre Deus e Israel em Êxodo 19:5-8 por meio do qual o povo prometia guardar os Dez Mandamentos. Ela foi ratificada com a aspersão do sangue de novilhos em Êxodo 24:7 e 8. As pobres promessas do povo falharam porque eles tentaram obedecer exclusivamente com a força humana.

A Nova Aliança foi instituída e ratificada pelo sangue de Cristo em Sua Morte (Hebreus 12:24; 13:20 e Mateus 26:28). Ela foi efetivada quando Ele morreu: ‘Pois um Testamento só é confirmado no caso de mortos; visto que de maneira nenhuma tem força de lei enquanto vive o testador.’ Hebreus 9:17.

Agora observe atentamente também este ponto sobre a Nova Aliança: ‘Ainda que uma aliança seja meramente humana, uma vez ratificada, ninguém a revoga, ou lhe acrescenta alguma coisa.’Gálatas 3:15. Isso significa que após a morte de Cristo nada poderia ser acrescentado à Nova Aliança ou tirado dela. Isso é porque Cristo introduziu a Ceia do Senhor na véspera de Sua morte – de modo que ela ocorreria sob a Nova Aliança (Mateus 26:28).

Pense também nesta pergunta, e não perca o significado dela: Quando se começou a observar o domingo’ Todo o mundo responderá: muito tempo depois da ressurreição de Jesus. Logo o domingo não pode ser parte da Nova Aliança. Nada poderia ser acrescentado após a morte de Cristo, o Testador.

 

Rádio Novo Tempo

Anterior É o sábado uma aliança perpétua e imutável?
Próximo Veracidade dos Sinais da volta de Jesus

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 572 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 0 Comentários

O perdão liberta

Na manhã de 19 de abril de 1995, uma caminhonete estacionou com 2 mil quilos de explosivos na garagem de um edifício do governo federal norte-americano, em Oklahoma. Após alguns minutos,

Apologética Cristã 0 Comentários

Um ateu garante: “ateísmo é moda”

O funcionário público Rafael Schroder, 23 anos, por muito tempo frequentou a igreja apenas por causa dos pais, que queriam vê-lo participar da catequese, da eucaristia e da crisma. Apesar

Apologética Cristã 0 Comentários

Por que alguns evangélicos consideram a Igreja Adventista do Sétimo Dia uma seita não cristã?

Destacados eruditos evangélicos têm reconhecido a Igreja Adventista do Sétimo Dia como uma denominação genuinamente cristã. Podem ser mencionados, por exemplo, o presbiteriano Donald G. Barnhouse, o batista Walter R.

1 Comentário

Deixe seu Comentário