O Espiritismo Segundo a Bíblia: a Lei do Karma

O Espiritismo Segundo a Bíblia: a Lei do Karma

Disponibilizo nesse post um áudio referente à lição 5 de minha obra O Espiritismo Segundo a Bíblia: guia prático de estudos bíblicos direcionado aos irmãos espíritas, publicada em 2015.

Clique nesta imagem para ir ao site e conhecer o conteúdo do áudio livro

Esse áudio é o complemento da lição intitulada “O terceiro pilar do espiritismo: a lei do karma”, e nele o ex-espírita Maurício Braga concede uma entrevista contando-nos sobre sua trajetória como instrutor kardecista.

Ouça a entrevista abaixo:

 

 

Agora poderá ouvir a 2a parte do estudo realizada após a entrevista:

 

 

O guia de estudos aborda as seguintes lições que podem ser estudadas particularmente, em pequenos grupos de estudo ou na igreja:

  • Lição 1: Introdução
  • Lição 2: O primeiro pilar do espiritismo: a reencarnação (parte 1)
  • Lição 3: O primeiro pilar do espiritismo: a reencarnação (parte 2)
  • Lição 4:  O segundo pilar do espiritismo: o estado do homem após a morte
  • Lição 5: O terceiro pilar do espiritismo: a lei do karma
  • Lição 6: O quarto pilar do espiritismo: os médiuns
  • Lição 7: O quinto pilar do espiritismo: a lei da evolução
  • Lição 8: O Jesus da Bíblia é o mesmo apresentado pelo espiritismo?
  • Lição 9: O que Deus espera de você, irmão espírita

Se quiser adquirir o livro para estudar ou dar de presente a um amigo espírita, clique aqui.

Não se trata de um material ofensivo. Por mais que discordemos das crenças das pessoas, o respeito precisa fazer do comportamento daqueles que dizem realmente amar a Cristo e a aos semelhantes:

“Em todas as coisas façam aos outros o que vocês desejam que lhes lhes façam. Essa é a essência de tudo que ensinam a lei e os profetas” (Mt 7.12, Nova Versão Transformadora).

Nesse guia de estudos perceberá que é possível ensinar as verdades bíblicas sem ferir as pessoas (leia 2Tm 2.24-26).

Se você leu o livro, compartilhe seus comentários comigo. Os mesmos serão fundamentais para que eu cresça e aprenda a escrever melhor, a fim de satisfazer suas necessidades espirituais.

Anterior O apóstolo Paulo batizou por aspersão? Atos 16:33
Próximo O Espírito de profecia e a Bíblia

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 520 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 0 Comentários

Miguel não é mais que um título do Divino Jesus!

O nome Miguel significa: “Quem é semelhante a Deus?”. É um desafio a satanás que, desde o princípio, quis ser igual ao Criador (Isaías 14:12-14). Sempre que Miguel é mencionado

Apologética Cristã 0 Comentários

Quem tem o direito de interpretar a Bíblia para nós?

Esta pergunta tem sido respondida de diferentes maneiras na história do Cristianismo. A resposta mais comum argumenta que a interpretação da Bíblia é determinada pelos líderes religiosos da igreja, sob

Apologética Cristã 0 Comentários

Onde estão os anjos maus?

Como interpretar corretamente 2 Pedro 2:4 que diz que “Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o

5 Comentários

  1. MarinhoSul
    setembro 03, 21:15 Resposta

    Lei do Carma, não é espírita, é hindu. No Espiritismo, há a Lei do Retorno, a Causa obedecendo ao Efeito, q Newton na sua 3ª Lei, chamou de Princípio da Ação e reação.
    Esta, é Lei, e não crença de pastores e teólogos; pois esta, complementa com exatidão, o q as conjunturas do Conhecimento cristão no sentido teológico, nunca teve respostas, e esta, complementa a análise da Filosofia, e complementa o Inconsciente tratado na Psicologia, e as lacunas da matéria, no mais novo e alto experimento das partículas de luz, sob “experimento com anteparo”.
    Esta, responde a todos os acontecimentos duais nas vidas humanas, e esta, complementa a Lei de Justiça e Amor q Jesus nos deixou; pois ela, demonstra os motivos pelos quais pessoas, comunidades são tão diferentes, remetendo à ações passadas.

    Logo, não se trata de “achismos teológicos”, q arbritram contra a razão,a o Bom-senso, e o ateísmo, tbm nasce dessa carência da teologia, pois se há um Deus, e é Bom e Justo, pq tantas diferenças nas vidas das pessoas; pq uma criança nasce na miséria, e outra em berço de ouro, sem necessitar de esforço algum para ter uma vida social, cultural, material abundante. Pq há tantos disparates, crianças morrendo de fome na Somália, Etiópia, e a abundância de recursos e padrões de vidas de excelência na Europa, por ex?
    Pq, nasce uma criança saudável e outra não, se Deus, é Bom e Justo?
    Só a Lei de reencarnação, sob a ótica da Lei de Causa e Efeito, responde desde sempre à estas questões, e esta, está tbm embutida na Lei da Bíblia Original hebraica q Jesus usou, pois os Grandes rabis da atualidade, as maiores autoridades em hebraico, nos seus 4 níveis, além do gramatical, até o nível parabólico 4° nível numérico, caso do Gênesis até Cap. 11, onde são símbolos e metáforas, q devem ser desmembrados, ( pois letras e números misturavam-se), aliado aos símbolos como “árvores do Conhecimento e das VIDAS”,; serpentes falando, etc, e pela sonorização da palavra, mais adiante, ela demonstraria q significado teria.
    O vocábulo-substantivo abstrato “vento” por ex, em Eclesiastes, remete à atividade espiritual, ou a espírito
    João 3:8 – “O vento sopra onde quer, você escuta o seu som, mas não sabe de onde vem, nem para onde vai; assim ocorre com todos os nascidos do Espírito.’
    Referência cruzada em Eclesiastes, demonstrando q vento ou é espírito, ou ATIVIDADE espiritual:
    Eclesiastes 11:5
    Assim como não conheces o caminho do vento, tampouco como o espírito entra no corpo que se forma no ventre de uma mulher, do mesmo modo não podes compreender as obras de Deus, o Criador de tudo o que há!
    Ezequiel 37:9
    Então o Eterno me ordenou: “Profetiza agora ao espírito! Profetiza, ó filho do homem, e convoca( ruah), o sopro da vida, dizendo: Assim diz Yahweh, o SENHOR Deus: Ó espírito, vem dos quatro ventos e assopra sobre estes mortos para que vivam!”
    As passagens demonstram claramente, q se trata de espírito com Consciência e autonomia, “pois este, sopra onde quer”, ou seja é dotado de capacidade de escolha; assim como a expressão ‘DEBAIXO DO SOL”, é expressão de análise FILOSÓFICA, e não profética, em q o autor usa, para atividades MATERIAIS NA TERRA tais como; comer, vestir-se , trabalhar, divertir-se.
    Gên: ” Deus sopra seu ruach, ( espírito), e este torna-se HUMANO, ou seja, Alma vivente, e por isso só, é dicotômico, pois Eclesiastes 12:7 complementa: ” o homem quando morre, o corpo retorna ao pó, e o espírito a Deus q o deu”. Ora, o espírito retorna NATURALMENTE, à realidade anterior, de onde veio, ou seja, à realidade espiritual.
    Jesus quando é lhe interrogado, q seria condenado, não por suas Obras, e sim por intitular-se como Deus, e seria uma blasfêmia, perante o próprio Torah q Ele usou, o q ele responde?
    Sim, sou Deus criador?
    Ele responde assim: Já não vos tenho dito, ‘VÓS SOIS DEUSES”?

    Vejamos a reencarnação, e a Lei de Causa e Efeito, e não carma: ” Nâo saireis daqui, até q resgates, até o último ceitil da Lei”.
    Nota: A tradução com o vocábulo Lei, é tradução Ocidental, para os Mestres rabínicos, a lei, é humana, prescreve, ou evoluí em um ponto, ou seja, é atualizada. Lei em hebraico, são normas Morais de Conduta, e não prescrevem; são as 613 normas morais q encerram as Escrituras, o Torah-Tanakh e dizem mais: ” o homem, ( pois está em processo de evolução sensorial , pela evolução das experiências, cultural, social, tecnológica e em conhecimentos específicos e diversos ) q pela experiência armazenada, vai purificando-se no meio), não poderão as cumprir totalmente, portanto deverá retornar pelo GUIGUL para cumprí-las.

    1 Samuel 2:6 “O Senhor é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela”.
    NOTA: O termo em hebraico para sepultura, é inferno, o SHEOL, e demonstra q este é um mito persa e grego, pois quer dizer simplesmente sepultura

    Números 27:16
    “Que Yahweh, Deus dos espíritos e o doador da vida a toda criatura, estabeleça um outro homem como líder sobre toda esta congregação,

    Paulo afirmou: “Vós recebestes a lei por mistérios dos anjos” (Atos 7:53), explicando ainda em Hebreus 2:2: “Por que a lei foi anunciada pelos anjos”, e confirmando na mesma epistola, 1:14: “Espíritos são administradores, enviados para exercer o ministério”.
    Em Hebreus, 12:9, Paulo se refere a Deus como “Deus dos Espíritos”.
    Foi Deus, “aquEle”, ou anjos q trouxeram a Lei a MOisés? Os rabis dizem q Deus, na expressão mais Alta, é O Eterno, o Altíssimo, onde se guarda o Torah, a Lei e os Profetas, e claramente dá para notar ai, a realidade espiritual, pois Paulo e Maimonides, dizem q os anjos, ou espíritos, são auxiliares de Deus, com ação tbm sobre as forças telúricas da Natureza. Huuumm. como fica o contexto pastor?

    Reencarnação e Lei de Efeito são causais e estão juntas.
    Jesus: ” O q fazeis aqui, reflete nos Céus”; “o Pai, ( Abown), é amor e justiça”
    Paulo: ” A semente pra dar NOVOS FRUTOS, deve ser REPLANTADA” << O q depreendo?!
    Jesus: " Não saireis daqui, até q pagues , até o último ceitil da Lei"
    Na vdd, seria o YOD, a menor letra do hebraico, e a Lei as 613 normas morais de Conduta.
    Não saíreis daqui de onde prof?! Uèee… tds, q estavam lá já não saíram daqui há séculos?! Equivocou-se Jesus? Ora, só se entende esta expressãso, se muitos dos q estavam lá, ainda estão aqui, até q evoluam moralmente, e resgatem seus delitos e evoluam moralmente como cita Paulo, sobre a "semente".
    Lei de Causa e Efeito com Deus no Velho Testamento , demonstrando q o vocábulo geração, tbm sifnifica reencarnação:
    Deus, fazia seu povo EXPIAR, seus delitos à partir da 3ª ou 4ª geração. Ora, como alguém pode ser responsável por delitos de um bisavô ou tataravô, q nem conheceu? Isso é justo? Só se… o termo geração aí, significar reencarnação, ai sim há sentido lógico Justiça a Bem, pois Deus, não irá destruír a pessoa, e sim o pecado q há nela, e como? Reencarnando mais à frente, no ambiente que delinquiu, perante os mesmos, para reabilitarem-se perante a Lei MORAL. Isto para não ferir Hebreus 9:27, q cita NA MESMA VIDA, ninguém retorna, e claro; ninguém levanta do túmulo na mesma vida, ou seja, o homem q morre, não volta mais naquela vida, naquela identidade física; retornará em geração futura, com a mesma família espiritual, com outra identidade física
    Se foi mecênico, obeso, careca, pode voltar mais magro, com as madeixas em dia, e pode ser engenheiro, ou qualquer outra atividade; refutando exatamente a ressurreição física q vcs pregam, mas por não usarem da lógica caem nas suas construções pessoais, em análise aprofundada do sentido do texto.
    Na parábola do rico e o pobre, Jesus, deixa clara tbm a Lei de CAUSA E EFEITO, pois coloca dois personagens, um q vivia no gozo dos prazeres materiais, luxo e poder, e o outro na miséria absoluta, sofrendo com isso, e quando morrem, ambos estão no mesmo lugar, comunicando-se, vendo-se, e até o pai Abraão, surge no diálogo.
    A cortina, não é material, pois veem-se é a experiência de ambos, um sente a "sede do materialismo", q aflora os instintos primativistas, centrando o Ego, no eu profundo, como cita a Moderna Psicologia, e o outro, sofredor e pobre, está feliz, pois mesmo, vivendo na miséria absoluta, e sofrendo, entrou para uma outra realidade ainda melhor, e nada do mundo físico lhe traz saudades.
    Jesus, colocou em uma parábola de instrução a imortalidade da Alma, ou espírito, para quê?
    Para quem Ele, endereçava este ensinamento?
    Há muito mais, mas vou parar por aqui, e poderia falar da demonstração científica sob protocolo diferenciado para análises distintas q geram um PADRÃO distinto de excelência dentro do protocolo, e a ciência de ponta moderna, corroborando com a investigação e demonstração espírita, mas se tornará longo.
    Agora, alguém procura Elias, como foi arrebatado vivo aos céus, procurando entender, como isso se daria, sem ferir as Leis da gravidade, flutuabilidade, ( para alguns), se para tanto, a Terra teria q sofrer uma contra-ação gravitacional, extinguindo a vida, só para seu Elias subir aos Céus, e seu mair filho, não teve esta oportunidade? Se achar algum cientista ou teólogo acadêmico, procurando tais evidências prof avise.
    Isso, não seria uma matéfora, para a morte de Elias, sem precisar passar de uma realidade para outra, sem sofrimento? Eliseu 10 anos depois, será q não recebeu uma psicografia dele?! Há judeus q já pensam assim, e posso deixar fontes.

  2. Jose Jose
    outubro 16, 05:02 Resposta

    Gostaria de receber tida a informação possível para o maior aprendizagem sobre o estudo da Bibilia, comprei o curso do pastor e vou também adquirir o de formação

  3. Sales
    julho 03, 17:03 Resposta

    Não acredito, pois a Bíblia diz que depois da morte segue-se o juízo.

    • MarinhoSul
      setembro 07, 06:02 Resposta

      Pois é.. reflita no q vc mesmo disse: “depois da morte, segue o Juízo”… ora, a morte não termina. Cada passagem da bíblia, remete no mínimo á uma ideia espiritual, à reencarnação, e miortalidade, não é?
      Nota: Os verdadeiros donatários do V.T., são os judeus, e as maiores autoridades do Planeta, em hebaico profundo, são os Rabínicos ortodoxos, e hassídios, e são na sua maior parte reencarnacionistas.
      Reencarnação, foi um termo cunhado por Kardec, logo, não poderia constar nas Escrituras, mas não é o termo q identifica algo e sim a IDEIA, é assim q historiadores buscam um sistema de crenças, cultural, etc.
      Nota2: Fundamental entender q Jesus, e os apóstolos, foram sempre judeus, até o fim, e falando aramaico, ou hebraico. Evangelhos, não são fontes Autorais, são cópias de outras cópias. O Evangelho mais antigo ( Sinótico), é de Marcos, e são 200 variantes antigas de Marcos, uma diferente da outra no seu documento grego.

      Paulo, prega e escreve antes dos Evangelhos, curioso , não é? Começa, pelos anos25 a 30, e tem o cap mais antigo sobre ressurreição e mais debatido, e quando cita q viu Jesuss, diz q viu, TRÊS VZS, AS TRÊS EM ESPÍRITO. Não tá o vocábulo Espírito Santo e sim ESPÍRITO.
      Bem mais: Espírito Santo na cultura de Jesus, no hebraico, é ruach hakodesh, e significa atributos bons de Deus, puro, e serve para qualquer pessoa, q tenha estes qualificativos, ou venha ALEGRE. Temos mais este probleminha tbm, e Jesus, quando cita Espírito Santo diz: ” Em espírito e Verdadae”; diz q nós somos “deuses”, e que Deus, é espírito.

    • MarinhoSul
      setembro 07, 06:10 Resposta

      Reencarnação em hebraico( procure na net); Guigul neshamot. Guigul, é rodas, indas e vindas, e neshamot, é plural de neshama, q em hebraico, significa Alma, q tbm tem representação icônica de um pilar, e este, é base de sustentação entre dois níveis, demonstrando duas realidades, dentro de uma tetradimensionalidade, ou não é?! Esta expressão, literalmente traduzida, siginifica, “roda das Almas”, cíclo, e tem a mesma ideia de Transmigração das Almas, ou seja, reencarnação, já q este termo, só surge com Kardec, lá na França, há pouco mais de 150 anos.
      Jesus: ” não saíreis daqui, sem que resgates, até o último ceitil da Lei”. Lei em hebraico, é o Torah-Tanakh,a Bíblia de Jesus original, q o termo correto, não é Lei, são normais de Conduta, ou seja, normas morais. Se Jesus diz q não sairiam daqui, e todos da sua época, já morreram, Ele, errou, ou demonstrou a reencarnação, pois só há, estas duas hipóteses lógicas?

      A 3ª e 4ª geração, pagar pelos erros da primeira, tem lógica? Alguém pagar por erros de um bisavô por ex, q nem conheceu????
      Só há lógica se os delinquentes da 1ª , são os da 3ª e 4ª geração q voltaram, pelo esquecimento, vítimas e algozes, reajustam-se perante à Lei Moral, ai, Deus, é Justo e Bom, e não faz acepcia da pessoa, dando oportunidade a todos, sem exceção, voltando pelo esquecimento da reencarnação, para não só reajustarem-se mas tbm evoluírem em conhecimento e moralmente, assim, Deus, ñao destrói, sua valiosa obra, ( demonstra não ter Ego), ou inclinação por um povo, pois sentimento de distinção, é humano, e assim, o q é destruído é o delito, ou seja o pecado, não é coerente?

Deixe seu Comentário