O padre que guardou o sábado

O padre que guardou o sábado

Andrew Fisher, um ex-padre católico, pensou cuidadosamente sobre sua decisão de guardar o sábado. Ele argumentava que o mandamento do sábado não era parte da lei cerimonial, pois fora instituído na criação, antes que o sistema sacrifical fosse instaurado. Citando Mateus 5:17 e 18, mostrava que Jesus não removeu sequer um i da lei. Com Tiago 2:10-12, demonstrou que os discípulos não mudaram o sábado. Corajosamente, apontava a Igreja Católica como a origem da apostasia. A guarda do domingo, sugeria, era um cumprimento da mudança dos “tempos e [das] leis”, predita em Daniel 7:25. Por causa disso, Fisher perdeu a vida. Em 1529, ele e sua esposa foram sentenciados à morte.

Porque em verdade vos digo: até que o Céu e a Terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra. Mat. 5:18.

 

Há coisas pelas quais compensa morrer. Salomão, o homem mais sábio de todos os tempos, disse: “Compra a verdade e não a vendas.” Prov. 23:23. Fisher e sua esposa tiveram coragem moral, têmpera espiritual.

Algumas pessoas nunca se posicionam contrárias nem favoráveis a nada ou ninguém. Seguem a onda, no tom da multidão. Mas há pessoas como José, Daniel e Paulo. Disse Ellen White: “A maior necessidade do mundo é a de homens – homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” – Educação, pág. 57.

O casal Fisher decidiu fazer o que era certo, porque era o certo, deixando os resultados com Deus. O lema de sua vida era: “Compensa seguir a verdade.” A verdade ainda é a verdade, independentemente da aceitação ou negação, popularidade ou rejeição de que seja alvo. Tomará você posição ao lado de homens e mulheres fiéis de todos os séculos? Seguirá a verdade custe o que custar, deixando com Deus os resultados?

Pr. Mark Finley, Sobre a Rocha.

Anterior A Lei da Liberdade
Próximo 7 Fatos sobre o Sétimo Dia

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 676 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Crônicas para a Alma 2 Comentários

Sexo Antes do Casamento

Recentemente nosso filho adolescente nos perguntou a respeito das razões bíblicas para se abster do intercurso sexual antes do casamento. Você pode nos ajudar? O sexo antes do casamento tem

Crônicas para a Alma 10 Comentários

O que as mães podem aprender com Maria, a mãe de Jesus

A maior parte dos religiosos vai para os extremos quando o assunto é Maria, a mãe de Jesus. Os irmãos católicos a veneram, desobedecendo ao mandamento bíblico que ordena adorarmos

Crônicas para a Alma 7 Comentários

Algumas diferenças entre o ateu e o “à toa”

INTRODUÇÃO Ao ler o título desse post você pode estar pensando que me proponho a refutar os ateus. Porém, no momento esse não é esse o caso. Meu propósito é

1 Comentário

  1. Nelcimar Junior Kruger
    dezembro 30, 15:41 Resposta

    Deus pode alcançar a todos, mesmo que no nosso ponto de vista, aquela pessoa parece estar inalcançavel.

Deixe seu Comentário