Textos Difíceis

O que a Bíblia fala sobre numerologia?

Segundo o dicionário Houaiss, a numerologia é o “estudo do significado dos números e sua influência no comportamento e no destino dos homens”. Segundo essa definição, é apenas mais uma forma de adivinhação. Tal abominação era praticada pelos povos idólatras (Deuteronômio 18:9-11; 2 Coríntios 6:14-7:1).

Algumas pessoas, portanto, tentam justificar a “numerologia bíblica”, dizendo que a própria Palavra de Deus está cheia de mensagens em códigos numéricos. Diversos autores têm vendido milhões de livros, supostamente desvendando os números misteriosos da Bíblia. Baseando-se em números e códigos “ocultos” na Bíblia, alegam predizer eventos atuais e futuros.

O fato de Deus ter se revelado através da Bíblia não dá liberdade ao homem de usá-la de uma maneira indevida.

Deus criou as estrelas, mas condena a astrologia. Também condena o uso incorreto das Escrituras. Pedro disse que os “ignorantes e instáveis deturpam […] as […] Escrituras, para a própria destruição deles” (2 Pedro 3:16).

Isso não quer dizer que números não significam nada na Bíblia. Normalmente têm seu significado comum. 41 anos são 41 anos, 6 meses são 6 meses, etc. Em geral, devemos entender os números na Bíblia da mesma maneira que interpretamos qualquer número no dia-a-dia. Exceções ocorrem apenas nas passagens proféticas quando um dia representa um ano.

Alguns números, porém, tomam um significado simbólico em alguns trechos. Reconhecer a simbologia (que um número pode representar uma ideia) não é a mesma coisa de seguir a numerologia bíblica (procurando códigos numéricos para influenciar o comportamento ou guiar as decisões das pessoas). Não se tratam de mensagens ocultas, e sim, de números claramente revelados que representam certos conceitos. Esses números ganham seu significado pelo uso na própria Bíblia. Considere alguns exemplos:

Deus completou a Sua obra da criação e descansou no sétimo dia. Sete, em algumas outras passagens, representa algo completo ou perfeição (Mateus 18:21).

Dez e múltiplos de dez representam, às vezes, um número completo, não necessariamente literal (Gênesis 31:41; Números 14:22; Deuteronômio 32:30; 1 Samuel 1:8; 18:7; 2 Samuel 18:3).

Doze filhos de Jacó eram os pais das doze tribos de Israel. Doze apóstolos guiaram os cristãos primitivos. O número é completo e sugere o povo de Deus.

Múltiplos de alguns desses números servem para reforçar a ideia de coisas completas (Mateus 18:22; Apocalipse 7:3-4).

Alguns livros da Bíblia, especialmente o Apocalipse, empregam números para representar ideias importantes. Por exemplo: há várias séries de sete; Deus protege os 144.000 (12 x 12 x 1.000 = 144.000 / aqui é representada a ideia de plenitude do povo de Deus). Números comunicam valores e ideias, mas Deus nunca aprovou a prática da numerologia.

Equipe Biblia.com.br

Clique nesta imagem para ir ao site e conhecer o conteúdo do áudio livro

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *