O que é a primeira ressurreição? O que é a segunda ressurreição?

O que é a primeira ressurreição? O que é a segunda ressurreição?

Daniel 12:2 resume os dois destinos muito diferentes que a humanidade enfrenta: “Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno.” Todo mundo vai ressuscitar dos mortos, mas nem todos irão compartilhar o mesmo destino. O Novo Testamento revela detalhes adicionais das ressurreições distintas para os justos e os injustos.

Apocalipse 20:4-6 menciona uma “primeira ressurreição” e identifica os envolvidos como “bem-aventurados e santos.” A segunda morte (no lago de fogo, Apocalipse 20:14) não tem poder sobre essas pessoas. A primeira ressurreição, então, é o levantamento de todos os crentes. Corresponde ao ensinamento de Jesus da “ressurreição dos justos” (Lucas 14:14) e “ressurreição da vida” (João 5:29).

A primeira ressurreição ocorre em vários estágios. O próprio Jesus Cristo (as “primícias”, 1 Coríntios 15:20) abriu o caminho para a ressurreição de todos os que creem nEle. Houve uma ressurreição [de Moisés e] dos santos de Jerusalém (Mateus 27:52-53), a qual deve ser incluída em nossa consideração da primeira ressurreição. Ainda por vir estão a ressurreição dos “mortos em Cristo” no retorno do Senhor (1 Tessalonicenses 4:16) e a ressurreição dos mártires no final da Tribulação (Apocalipse 20:4).

Apocalipse 20:12-13 identifica aqueles que fazem parte da segunda ressurreição como os ímpios sendo condenados por Deus no julgamento do grande trono branco, antes de serem lançados no lago de fogo. A segunda ressurreição, então, é o levantamento de todos os incrédulos e está ligada à segunda morte. Corresponde ao ensino de Jesus sobre a “ressurreição do juízo” (João 5:29).

O evento que divide a primeira e segunda ressurreições parece ser o reino milenar. Os últimos justos são ressuscitados para reinarem “com Cristo durante mil anos” (Apocalipse 20:4), mas “os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição” (Apocalipse 20:5).

Que grande alegria vai fazer parte da primeira ressurreição! Que grande angústia da segunda! Que responsabilidade temos de compartilhar o Evangelho! “Salvai-os, arrebatando-os do fogo” (Judas 23).

FONTE

Anterior Para entender o aniquilacionismo de forma completa e simples
Próximo Resumo simples sobre o estado dos mortos

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 697 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 1Comentários

O estudo da Bíblia pode transformar vidas

Há um tempo foi noticiado que Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, começou a cursar a faculdade de teologia no presídio federal de Catanduvas (PR). Beira-Mar realizará o curso à

Apologética Cristã 1Comentários

Quando “Eterno” não é “para sempre”

Introdução A seguir, você terá uma série de comentários eruditos a respeito do uso do termo “castigo (ou fogo) eterno” nas Escrituras. Antes, gostaria de destacar que é importante entendermos

Apologética Cristã 2 Comentários

Miguel não é mais que um título do Divino Jesus!

O nome Miguel significa: “Quem é semelhante a Deus?”. É um desafio a satanás que, desde o princípio, quis ser igual ao Criador (Isaías 14:12-14). Sempre que Miguel é mencionado

2 Comentários

  1. Frankmar Corrêa
    agosto 05, 15:55 Resposta

    Irineu um Cristão do Seculo II ensinou sobre a Ressurreição: ”…As almas deles irão a um lugar insivel estabelecido por Deus e ai ficarão até a Ressurreição, á espera dela,reassumirão seus corpos numa ressurreição perfeita…então,Ressuscitando ,serão levados ao céu os que ,entre nós ,o Senhor julgará dignos…”
    (Contras as Heresias-Irineu-livro 5-31,2)

  2. Cristiane
    maio 21, 19:19 Resposta

    Muito bom. Eu e meu marido estamos sempre aprendendo. Que Deus continue te abençoando e permitindo os seus ensinamentos. Obrigada

Deixe seu Comentário