Onde estão os anjos maus?

Onde estão os anjos maus?

Como interpretar corretamente 2 Pedro 2:4 que diz que “Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo”?

“Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo” (2 Pedro 2:4).

Aqui temos uma linguagem simbólica e não literal. Seres sobrenaturais não podem ser presos por correntes. Ao comentar esse versículo, o Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia declara: “A linguagem de Pedro é figurada, e não tem o objetivo de identificar nenhum lugar especial como morada dos anjos caídos”. O entendimento deste texto começa ao sabermos o correto significado da palavra “inferno”, que é latim: vem do grego tártaro e significa “lugar de trevas”. Aqui não há a ideia de lugar de fogo e tormento, pois fala em escuridão. Onde há bastante fogo, não pode haver escuridão.

Além disso, o texto fala que estes anjos estão reservados para o juízo. Isto significa que eles não estão sofrendo num inferno de fogo, porque o período do castigo deles ainda não chegou, está no futuro (ver Atos 17:31). Se eles já estivessem queimando no “inferno”, qual a necessidade de estarem sendo reservados para o juízo? Já estariam pagando a pena.

Há um texto parecido com 2 Pedro 2:4 que facilita o entendimento desta questão: Judas 6: “aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia.” Deste modo, estes anjos estão presos em “cadeias espirituais”, num “abismo de trevas espirituais” porque abandonaram o seu estado de pureza original ao rebelar-se contra Deus. Não podem mais voltar para a luz da presença do Criador.

Provas bíblicas de que a prisão dos anjos maus é simbólica e não literal

Apocalipse 12:9-12: “E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele. Então, ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e o poder, e o reino do nosso Deus, e a autoridade do seu Cristo; porque já foi lançado fora o acusador de nossos irmãos, o qual diante do nosso Deus os acusava dia e noite. E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até a morte. Pelo que alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Mas ai da terra e do mar! porque o Diabo desceu a vós com grande ira, sabendo que pouco tempo lhe resta”.

Lucas 10:18: “Mas ele lhes disse:: Eu via Satanás caindo do Céu como um relâmpago”

Efésios 6:12: “pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes”.

Na tentação do deserto, em Mateus 4, vemos que satanás tem certo domínio, mesmo que limitado, sobre o planeta, pois ofereceu a Jesus os reinos e a glória do mundo caso o Salvador o adorasse (versos 8 e 9). Jesus o chama inclusive de “príncipe deste mundo” em João 12:31, 14:30 e 16:11 (ver também Efésios 2:2).

Se a prisão no abismo fosse algo literal, ou seja, real, então o mundo não se encontraria no estado depravado de hoje. Vemos uma atuação sobrenatural e maligna por detrás da maldade que domina o mundo. Não é por acaso que João afirma que “o mundo inteiro jaz no maligno” (1 João 5:19). Portanto, a Bíblia é clara em afirmar que satanás e seus anjos se encontram no planeta Terra, só que numa dimensão espiritual. Por isto, não os vemos.

Só nos é possível vencer as forças do mal se estivermos ao lado de Jesus Cristo, vestindo a armadura que Ele nos dá. Podemos saber qual é essa armadura, que está à nossa disposição, lendo Efésios 6:10-18. Há segurança apenas se nos posicionarmos ao lado das verdades bíblicas para que não sejamos enganados. Faça de Jesus o seu protetor e de Sua Palavra, a Bíblia, sua regra de fé e você será vitorioso na caminhada cristã.

Biblia.com.br

Anterior A Glória de Deus e o Fogo Eterno
Próximo O relato do rico e Lázaro – Lucas 16:19-31

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 539 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

FAQ - Dúvidas Frequentes 46 Comentários

Os adventistas julgam ser a única Igreja verdadeira?

Os adventistas não se consideram os donos da verdade. Cremos que temos uma mensagem especial, mas, isso em nada diminui o valor dos demais cristãos ou nega o chamado que Deus fez a eles para exaltar a Pessoa Divina de Jesus.

Apologética Cristã 7 Comentários

Existiram os “Nefilins”?

Alguns, erradamente alegam que os “filhos de Deus” eram anjos caídos (demônios), os quais se relacionaram com fêmeas humanas e/ ou habitaram os corpos de machos humanos para então se relacionar com as fêmeas humanas. Essa união deu origem a filhos, os Nefilins, os quais eram “os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama” (Gênesis 6:4).

Apologética Cristã 0 Comentários

Na transfiguração Jesus se encontrou com Moisés e Elias: como isso foi possível?

Qualquer tentativa de justificar a teoria espírita da reencarnação, com base no relato da transfiguração, está em direta oposição ao claro ensinamento bíblico de que “aos homens está ordenado morrerem

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!