Para quem devo dar meu dízimo?

Para quem devo dar meu dízimo?

Alguns membros da igreja me têm dito que devo dar meu dízimo para pessoas que o usarão corretamente, mesmo que elas não sejam ministros da igreja. Existe alguma evidência bíblica que eu possa usar para me opor a este ensino?

Eu me simpatizo com sua preocupação e desejo de resistir àqueles que você considera estar interpretando a Escritura de modo errado. Entretanto, devemos estudar a Bíblia a fim de encontrar a verdade – isto é, aquilo que o Senhor está nos revelando – e não primariamente para acumular “munição” para atacar àqueles cujos pontos de vista não apreciamos. Devemos permitir que a verdade bíblica se defenda.

Por favor não entenda mal. Algumas vezes é necessário fazer apologética a fim de mostrar o fundamento bíblico de nossa fé e prática. Porém isto deve ser feito cuidadosamente e no espírito do amor Cristão.

Agora, podemos mudar sua pergunta: “Quem, de acordo com a Bíblia, deve receber nosso dízimo?” Felizmente, a Bíblia fornece uma quantidade significativa de informação a respeito do dízimo e do dizimar, tornando mais fácil responder sua pergunta. Aqui podemos apenas resumir certa porção desse material.

1. O Dízimo Pertence ao Senhor: A declaração teológica mais importante a respeito do dízimo está registrada em Levítico 27:30: Ele “pertence ao Senhor; ele é santo ao Senhor” (NIV). Esta é uma definição clara da própria natureza do dízimo; ele é santo. Deus colocou alguma coisa santa em nossas mãos, e se nós a manusearmos apropriadamente, também seremos santificados por Ele. A santidade do dízimo reside no fato que ele não é nosso para usa-lo como nos satisfizer; ele pertence ao Senhor.

Podemos ter a impressão que o dízimo é nosso porque ele parece ter chegado a nós como resultado de nosso esforço e trabalho, porém Deus está dizendo que Ele santificou nosso trabalho ao colocar entre seus benefícios alguma coisa que é exclusivamente Sua, o dízimo.

Na prática de dizimar o Senhor nos permite manusear o santo e atuar como sacerdotes para Ele. Visto que o dízimo é santo por natureza, nós não o tornamos santo através de um voto ou ato de consagração. O dízimo não pertence ao comum, ao secular; a única coisa que podemos fazer com ele é reconhecer sua santidade e devolve-lo a Deus.

2. O Dízimo é Dado Àqueles Indicados Por Deus: Deus identifica aqueles que devem receber Seu dízimo. Estes indivíduos nunca indicam a si mesmos para realizar esta tarefa santa. Para dizer a verdade, Seu povo dá o dízimo somente para Ele e não para um ser humano. E Ele o dá para aqueles escolhidos por Ele para recebe-lo e usa-lo (Nm 18:21).

Em outras palavras, quando os Israelitas devolviam seu dízimo ao Senhor, eles não estavam pagando os levitas por seus serviços no santuário, mas simplesmente reconhecendo a santidade do dízimo e dando-o a Deus através daqueles escolhidos por Ele.

3. Permita Que Deus Seja o Juiz: É possível que alguns dos escolhidos por Deus para ser recebedores do Seu dízimo possam se tornar indignos deste privilégio. Este era o caso durante o tempo de Malaquias. Os sacerdotes estavam mostrando “desprezo” pelo nome de Deus ao contaminarem o altar (Ml 1:6-8). A corrupção era tão desmedida que o Senhor desejou fechar a porta do Templo (v. 10). O povo, ciente do que estava acontecendo entre o clero, parou de trazer seus dízimos e ofertas.

Através do profeta Deus repreendeu os sacerdotes por sua corrupção e os chamou ao arrependimento (Ml 2:1-9). Mas Ele também Se dirigiu ao povo, acusando-o de rouba-Lo por não trazer seu dízimo e ofertas ao Templo e os chamou ao arrependimento (Ml 3:7-10). Eles pareciam ter concluído que o conjunto de funcionários do Templo não merecia seu dízimo e pararam de dizimar.

Eles tinham esquecido que o dízimo, por sua própria natureza, é santo e que pertence ao Senhor. Portanto, rete-lo era um ato de rebelião contra Deus, um sacrilégio.

Talvez uma pergunta final, pertinente deveria ser: “A quem o Senhor escolhe para ser o recebedor do Seu dízimo hoje?” O único modelo que temos é o bíblico: aqueles dentro da igreja – como uma organização e um corpo espiritual – que são chamados por Ele para o ministério do evangelho têm o direito de receber o dízimo de Deus. Em adição, temos o conselho de Ellen G. White, através de quem Deus também Se dirigiu a nós sobre tais assuntos. Seria bom ouvir estas duas fontes de revelação.

Clique nesta imagem para ir ao site e conhecer o conteúdo do áudio livro

Anterior Miguel não é mais que um título do Divino Jesus!
Próximo Oséias 2:11 não é uma profecia sobre a abolição do sábado?

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 441 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 7 Comentários

Existiram os “Nefilins”?

Alguns, erradamente alegam que os “filhos de Deus” eram anjos caídos (demônios), os quais se relacionaram com fêmeas humanas e/ ou habitaram os corpos de machos humanos para então se relacionar com as fêmeas humanas. Essa união deu origem a filhos, os Nefilins, os quais eram “os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama” (Gênesis 6:4).

Apologética Cristã 0 Comentários

“Ninguém subiu ao céu” – João 3:13

A Bíblia afirma que muitos foram levados ao Céu quando Cristo ressuscitou… Em outro texto Jesus diz que ninguém subiu ao Céu… Como harmonizar isso? Uma das perguntas feitas no blog.

Apologética Cristã 0 Comentários

O pensamento hebraico comparado ao grego

Adotar uma perspectiva hebraica das Escrituras ajuda a entender o pensamento dos autores bíblicos? Na Antiguidade, dentre as várias cosmovisões existentes, duas, em especial, se destacavam. Grécia e Israel tinham

1 Comentário

  1. CESAR ALONSO CARRERA
    fevereiro 28, 15:37 Resposta

    A PAZ DO SENHOR a todos os irmãos.
    Leio de vez em quando vários site que tem como base nos informar quanto a PALAVRA DE DEUS, correta e sem engano. E vejo respostas de muitos irmãos, quanto ao DIZIMO que me leva a OSEIAS 4. 6. no qual o próprio DEUS nos diz: “O MEU POVO ESTA SENDO LESADO, DESTRUÍDO POR LHES FALTAR O CONHECIMENTO” Qual conhecimento, CONHECIMENTO da PALAVRA DE DEUS. Falo com todo o “AMOR”. A grande maioria dos irmãos, não se preocupam em ler as ESCRITURAS, e quem não lê e ESTUDA A PALAVRA, não apreende. A grande maioria dos nossos irmãos, dizem AMÉM a tudo que o pastor fala. E nem sabem se é VERDADEIRO, e ao dizermos AMÉM, estamos aceitando como verdade, ai passamos a ser coniventes com a INVERDADE. Digo tudo isso pelas respostas que leio. Vejam neste site li duas que os irmãos dizem que os DÍZIMOS são usados para a manutenção da igreja, para pagar água, luz, gastos com reformas e construção, salários de pastores e outros. E eu digo se esta igreja. For realmente uma CASA DE ORAÇÃO como JESUS falou ser a sua CASA, esta não terá falta de absolutamente nada. DEUS mesmo coloca em cada coração dos seus, OFERTAR. Ao que mais ganhe OFERTAR mais, E, ao que menos ganhe, OFERTAR menos, e a nenhum lhes faltará nada. DEUS nos supre de todas as nossas necessidades e da sua CASA DE ORAÇÃO também. Espero ter contribuído, com algo mais que nos abra os olhos. DEUS É FIEL.

Deixe seu Comentário