Bons Debates

Qual o contexto das afirmações feitas em Romanos 14?

Para algumas pessoas, o texto de Romanos 14 à primeira vista parece sugerir a abolição das leis dietéticas de Levítico 11. Busquemos compreender a mensagem bíblica a respeito deste assunto.

O primeiro passo para compreensão deste texto, é analisar o fato de que em Deus não há nem sequer sombra de variação (Mal.3:6,Tia. 1:17, Heb.13:8), ele não pode mentir (Tito 1:2), Ele disse taxativamente: “Não alterarei o que saiu dos meus lábios” (Sal.89:34)

O segundo passo, é analisar o fato que a carta escrita aos Romanos foi escrita num período de menos de um ano da carta escrita aos Coríntios, ou seja, comparando-se os textos, chega-se a inevitável conclusão que Romanos 14 trata do mesmo assunto de I Coríntios 8, ou seja, “carnes sacrificadas aos ídolos…”(1 Cor.8:1).

Observe atentamente o que diz Romanos 14:2: “Um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come só legumes.”, em 1 Coríntios 8:7 definitivamente esclarece: “Entretanto, nem em todos há esse conhecimento; pois alguns há que, acostumados até agora com o ídolo, comem como de coisas sacrificadas a um ídolo; e a sua consciência, sendo fraca, contamina-se.”

O fraco (Rom.14:2), ou de consciência fraca (1 Cor.8:7) mencionado por Paulo consiste na falta de conhecimento visto que alguns cristãos abstinham-se inteiramente de alimentos cárneos, o que significa que o seu alimento era restrito a “ervas”, isto é, vegetais “come só legumes”(Rom.14:2). Para o entendimento destas pessoas, os alimentos cárneos oferecidos aos ídolos não deveriam servir de alimento ao crente, no entanto Paulo repreendeu tal entendimento como imaturo: “Quanto, pois, ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só…”(I Cor.8:4). A partir deste verso passamos a compreender melhor o que Paulo disse aos Romanos: “estou certo no Senhor Jesus, que nada é de si mesmo imundo a não ser para aquele que assim o considera; para esse é imundo.”(Rom.14:14), ele ainda diz sobre o perigo do mal testemunho em I Cor.8:9-13 e também em Rom.14:13.

Resta salientar que não é por comer ou deixar de comer algo que nos recomendamos à Deus. Seguir as leis dietéticas não pode se transformar num meio de salvação. Em Romanos 14:17 diz: “porque o reino de Deus não consiste no comer e no beber, mas na justiça, na paz, e na alegria no Espírito Santo.”, e o mesmo entendimento se encontra em I Coríntios 8:8 “Não é, porém, a comida que nos há de recomendar a Deus; pois não somos piores se não comermos, nem melhores se comermos.”

Não devemos utilizar textos isolados ignorando a mensagem predominante na palavra de Deus sobre um determinado assunto.

Veja que Paulo tem em alta consideração o corpo. “Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós…glorificai pois a Deus no vosso corpo.” (1 Cor.6:19-20). Ou seja, as leis dietéticas mencionadas na Bíblia, visam trazer saúde ao corpo, e isto é agradável à Deus.

Diversos textos Paulinos exaltam a importância do cuidado com a saúde física; I Cor.10:31, 3:17 e Rom.12:1, O Profeta Isaías escreveu: “Os que comem da carne de porco, e da abominação, e do rato, esses todos serão consumidos, diz o Senhor.” (Isa.66:17, ver também Isa.65:2-5, III João 1:2, Juízes 13:4)

Conclusão: Paulo em Romanos 14 está falando a respeito de comer ou não carnes sacrificadas a ídolos. Ele não está diminuindo a importância do cuidado com a saúde, nem abolindo as leis de saúde, dadas amoravelmente por Deus ao seu povo no Antigo Testamento.

Clique nesta imagem para ir ao site e conhecer o conteúdo do áudio livro

Tags:

One comment

  1. Corrija -me se minha compreensão se nao estiver clara, fraco referindo -se a quem prefere comer somente legumes então significa ser fraco na fé e ficar em dúvida se aquela carne lhe faria bem ou não, ou algo semelhante?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *