Quem é a “Rainha dos Céus”?

Quem é a “Rainha dos Céus”?

Vamos ao que escreveu o profeta Jeremias: ‘Quando queimávamos incenso à Rainha dos Céus e lhe oferecíamos libações, acaso, lhe fizemos bolos que a retratavam e lhe oferecemos libações, sem nossos maridos’? (Jeremias 44:19). Ainda: ‘Os filhos apanham a lenha, os pais acendem o fogo, e as mulheres amassam a farinha, para se fazerem bolos à Rainha dos Céus; e oferecem libações a outros deuses, para me provocarem à ira’. (Jeremias 7:18).

‘Rainha dos Céus’ era o título que se dava á ‘deusa mãe’, muito venerada no mundo antigo pela sua vinculação com a sexualidade e com as fontes da vida. Na Mesopotâmia, recebia o nome de Ishtar e era identificada com o planeta Vênus. Em Canaã a chamavam de Astarote. A menção dos filhos, dos pais e das mulheres dá a entender que se tratava de um culto familiar?.

O fato de Deus não querer que o seu povo não adorasse a ‘rainha dos Céus’ indica que não devemos adorar nenhuma criatura no lugar do criador.(Êxodo 20:1-6; Deuteronômio 4:15-19; Atos 17:29-31).

Anterior O que a Bíblia diz sobre o pobre?
Próximo O argumento fracassado dos observadores do domingo – Apocalipse 1:10

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 666 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 49 Comentários

Realmente, a Igreja Adventista do Sétimo Dia é uma Seita…

Gostei muito da criatividade do irmão João Miranda da cidade de Queimadas, PB, na defesa do adventismo contra a acusação de que fazemos parte de uma “seita”. Com bom humor

Apologética Cristã 0 Comentários

A singularidade de Daniel

Autor: Diogo Cavalcanti Muitos desconhecem as profecias de Daniel, enquanto outros rejeitam sua natureza preditiva. Uma interpretação popular situa a data de composição do livro no segundo século a.C. Nessa

Apologética Cristã 0 Comentários

Isaías 66:23 e a observância do sábado na Nova Terra

Se iremos guardar o Sábado na Nova Terra não seria melhor nos acostumarmos a fazê-lo aqui? É algo para refletirmos.

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!