12 dicas para proteger seu filho na internet

12 dicas para proteger seu filho na internet

Fique de olhos nos perigos que existem na internet e garanta a segurança dos seus filhos


A coordenadora do movimento Criança mais Segura na Internet, Viviane Luswarghi, nos ajudou a montar um guia para você evitar que seu filho caia numa “cyber roubada”. Confira

1. Até que seu filho tenha 18 anos, você é responsável por o que ele faz. Por isso, controlar sua vida virtual não é invasão de privacidade, mas uma obrigação. É você quem vai pagar pelos erros que ele cometer.

2. Conheça as tecnologias, as redes sociais e as ferramentas que seu filho usa. Só assim você vai saber dos perigos que existem.

3. Ensine seu filho a usar a internet. Faça o Facebook, o Orkut, o Twitter com ele. Acompanhe os primeiros acessos e indique os comportamentos corretos, como não colocar fotos sensuais on-line, não revelar informações pessoais, não dar as senhas para ninguém e não combinar encontros com estranhos.

4. Instale o computador em uma área de movimento da casa. Assim, você fica de olho no que a criança faz nele.

5. Tenha as senhas que seu filho usa na internet.

6. Verifique periodicamente o histórico de conversas e os sites que seu filho acessou.

7. Toda semana, digite em um buscador o nome do seu filho e veja tudo o que aparece relacionado a ele, inclusive imagens.

8. Se achar qualquer conteúdo suspeito em históricos ou buscas, chame seu filho para uma conversa e fale claramente sobre os riscos que ele corre com esses comportamentos.

9. Diga para seu filho abrir somente e-mails de pessoas conhecidas, pois e-mails de estranhos podem ser spams e conter vírus.

10. Instale programas de filtro e antivírus no seu computador. Com eles, você decide o que seu filho deve ou não acessar.

11. E o principal: desde cedo, explique para o seu filho que na internet ele está sujeito aos mesmos problemas do mundo real. Que o que cai na rede chega a muitas pessoas e não tem volta. Assim, mesmo quando ele usar a internet fora de casa, saberá como agir.

12. Denuncie sites e usuários que realizam atividades ilegais e incentive seu filho a fazer o mesmo. Você pode denunciar pelo site do Ministério Público ou da Polícia Federal. Ou, ainda, pelo telefone, ligando para o número 100.

Filtre o que seu filho acessa

Você conhece os filtros de conteúdo? São programas feitos especialmente para controlar o que as crianças fazem e veem na internet

Desktop Mágico

O programa brasileiro possui um navegador que libera o acesso somente aos sites que você escolher. Custa R$ 6,90 por mês.*

http://antivirus.uol.com.br/desktop-magico

Windows Live Proteção

Permite criar diferentes usuários no seu computador e gerenciar o que cada um vê, quanto tempo passa em batepapos e ainda gera um relatório com tudo que seu filho acessou. É gratuito.

www.windowslive.com.br

Zuggi

É um site de busca para crianças. Tem visual adaptado aos pequenos e impede o acesso a conteúdos impróprios. Você pode torná-lo a página inicial e bloquear os demais sites de busca. É gratuito.

www.zuggi.com.br

*Preço pesquisado em junho de 2011

Redação M de Mulher

Anterior Humildade cristã não está com cristãos cabisbaixos
Próximo 10 Razões Por Que Eclesiastes 12:7 não Serve de Prova para a Teoria da Imortalidade da Alma

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 712 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Aconselhamento Espiritual 0 Comentários

Lições do futebol para a fé cristã

Jesus citou acontecimentos do cotidiano para ensinar preciosas lições aos seus discípulos (Mt 13:10-17). Nosso cotidiano pode contextualizar a fé cristã. Jesus assim o fez e deixou-nos seu aval. Observar

Aconselhamento Espiritual 0 Comentários

Deus e a questão do sofrimento humano

Por que Deus deixa uma criança inocente ser estuprada? Onde Ele estava na hora que não protegeu essa criança? Não tenho argumentos para defender Deus nessa questão. Tragédias! Elas são

Aconselhamento Espiritual 1Comentários

Que Devo Vestir? Conselhos sobre vestimentas

O desejo de adornar o corpo com vestimentas que chamam a atenção, jóias custosas e cosméticos coloridos toca quase todos. Não é surpreendente, portanto, que através da história bíblica e

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!