A estátua de ouro

A estátua de ouro

Há muito tempo, os estudiosos da Bíblia notaram a ligação entre Daniel 3 (a história dos três hebreus na planície de Dura) e Apocalipse 13 (uma descrição da perseguição que o povo de Deus enfrentou no passado e enfrentará nos últimos dias).

Assista ao vídeo para estudar sobre a intima relação entre Daniel 3 e Apocalipse 13:

Compare Daniel 3:1 a 6 com Apocalipse 13:11 a 15. Quais são os paralelos entre essas duas passagens?

Em ambos os casos, a questão da adoração é central, porém ambos falam sobre uma adoração forçada. Ou seja, as autoridades políticas no poder exigem a adoração devida apenas ao Senhor.

Leia Daniel 3:13 a 18. O que enfrentaremos nos últimos dias? Como devemos encarar o que está por vir?

O líder mais poderoso da Terra, Nabucodonosor, havia zombado daqueles homens e de seu Deus, dizendo: “Quem é o deus que vos poderá livrar das minhas mãos?” (Dn 3:15). Ele logo descobriu quem esse Deus era, pois mais tarde declarou: “Bendito seja o Deus de Sadraque, Mesaque e Abede-­Nego, que enviou o Seu anjo e livrou os Seus servos, que confiaram Nele, pois não quiseram cumprir a palavra do rei, preferindo entregar o seu corpo, a servirem e adorarem a qualquer outro deus, senão ao seu Deus” (Dn 3:28).

Depois de presenciar um milagre como aquele, o rei ficou convencido de que havia algo especial no Deus a quem aqueles homens serviam.

Suponha, no entanto, que aqueles jovens não tivessem sido livrados das chamas, o que eles perceberam que era uma clara possibilidade (Dn 3:18). Por que eles ainda assim teriam agido corretamente, não obedecendo à ordem do rei, mesmo que isso significasse que eles seriam queimados vivos? Essa história apresenta um testemunho poderoso da fé e disposição daqueles homens em defender o que acreditavam, independentemente das consequências.

Quando surgir a questão da adoração nos últimos dias, como podemos ter a certeza de que permaneceremos tão fiéis quanto aqueles homens? Se não somos fiéis agora, no “pouco”, o que nos faz pensar que seremos em algo tão grande quanto a crise final?

Lição Escola Sabatina – 10 Abril 2018

Gostou? Compartilhe com quem precisa deste conhecimento:
error17
fb-share-icon20
Tweet 20
fb-share-icon20
Anterior Por que os justos serão julgados?
Próximo A adoração da estátua: onde estava Daniel?

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 792 posts

YouTuber e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "En La Mira de La Verdad", na Rede Novo Tempo.

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 3 Comentários

A transfiguração e o estado dos mortos

Leiamos o relato da Transfiguração como registrado por Mateus: Seis dias depois, tomou Jesus a Pedro e aos irmãos Tiago e João e os levou, em particular, a um alto

Apologética Cristã 4 Comentários

Lutero e a imortalidade da alma

“Assim como alguém que dorme e chega a manhã inesperadamente, quando acorda, sem saber o que aconteceu: assim nós nos ergueremos no último dia sem saber como chegamos a morte

Apologética Cristã 3 Comentários

O que é a primeira ressurreição? O que é a segunda ressurreição?

Daniel 12:2 resume os dois destinos muito diferentes que a humanidade enfrenta: “Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!

Deixe seu Comentário