A origem *REAL* do Natal

A origem *REAL* do Natal

Neste vídeo falo sobre a origem *REAL* do Natal! Assista e compartilhe!

Inscreva-se no Canal! http://bit.ly/LeandroQYT

Leia mais aqui

Gostou? Compartilhe com quem precisa deste conhecimento:
error17
fb-share-icon20
Tweet 20
fb-share-icon20
Anterior Perguntas e Respostas sobre o Natal
Próximo “Não devemos celebrar o Natal porque os apóstolos não celebraram”

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 786 posts

YouTuber e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "En La Mira de La Verdad", na Rede Novo Tempo.

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Ética Cristã 6 Comentários

Processo de doação de sangue é simples e salva vidas

Doar sangue é uma maneira de ser solidário. Pensando nisso, o Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, dentro da filosofia do projeto Vida por Vidas, promove duas vezes ao ano uma oportunidade para que os alunos exerçam solidariedade.

Em defesa da fé cristã

Em 1 Pedro 3:15 o apóstolo nos convida a defender a fé cristã sempre que tivermos a oportunidade! Mas como fazê-lo? Neste vídeo dou algumas dicas importantes e em meus

Homossexuais na Igreja

O que fazer quando um homossexual chega na Igreja? Deus nos mandou amar a todas as pessoas (João 13:35) e é justamente isso que temos que fazer. Assista o vídeo

4 Comentários

  1. Petrick Araujo
    dezembro 24, 10:52 Resposta

    Bom dia irmão em Cristo!
    Admiro seu trabalho e vejo que tem sido uma bênção para muitos.

    Sobre este tema “Natal”, concordo com a irmã White que devemos usar o natal, mas não comemorar.

    Usar para evangelismo assistencial, como Mutirão de Natal, ofertas para campos missionários, etc. Usar para lembrar as pessoas a respeito de Jesus, o mais esquecido no natal popular. Usar o costume da troca de presentes para presentear livros que aproximem de Jesus e de Sua verdade e mensagem. Usar a ceia para, ao invés de glutonaria, levar alimento aos que não têm.

    Acho que faltaram em suas explicações estes textos também do capítulo 77, pág. 477, do Lar Adventista:
    “”Aproxima-se o Natal”, eis a nota que soa através do mundo, de Norte a Sul e de Leste a Oeste. Para os jovens, de idade imatura, e mesmo para os de mais idade, é este um período de alegria geral, de grande regozijo. Mas o que é o Natal, que assim exige tão grande atenção?”

    “O dia 25 de dezembro é supostamente o dia do nascimento de Jesus Cristo, e sua observância tem-se tornado costumeira e popular. Entretanto não há certeza de que se esteja guardando o verdadeiro dia do nascimento de nosso Salvador. A História não nos dá certeza absoluta disto. A Bíblia não nos informa a data precisa. Se o Senhor tivesse considerado este conhecimento essencial para a nossa salvação, Ele Se teria pronunciado através de Seus profetas e apóstolos, para que pudéssemos saber tudo a respeito do assunto. Mas o silêncio das Escrituras sobre este ponto dá-nos a evidência de que ele nos foi ocultado por razões as mais sábias.”

    Em especial, este texto que mostra o motivo pelo qual Deus não revelou o dia do nascimento: “Em Sua sabedoria o Senhor ocultou o lugar onde sepultou Moisés. Deus o sepultou e Deus o ressuscitou e o levou para o Céu. Este procedimento visava prevenir a idolatria. Aquele contra quem se haviam rebelado quando estava em serviço ativo, a quem haviam provocado quase além dos limites da resistência humana, era quase adorado como Deus depois de separado deles pela morte. Pela mesma razão é que Ele ocultou o dia preciso do nascimento de Cristo, para que o dia não recebesse a honra que devia ser dada a Cristo como Redentor do mundo…”

    Podemos ver que não é a vontade de Deus que o dia seja celebrado. Especialmente o dia 25/12, que é rodeado de mitos gnósticos, mitraístas e hoje comerciais. Acho que pode melhorar seu argumento dos anjos celebrando o nascimento. O fato daquele dia desconhecido ter sido celebrado não implica em sua celebração posterior. Isso seria uma falácia. O dia em que Cristo nasceu foi um grande dia com certeza, mas o aniversário dessa data não significa nada como vimos na revelação profética acima. Os anjos voltaram em algum dos aniversários de Jesus? Os pastores e magos voltavam a cada ano? Não.

    Acredito que seria mais claro o vídeo se incluísse essa ênfase do usar, mas não celebrar/comemorar/guardar.

    Lembro também que o mandamento substituto do Sábado no catecismo envolve não somente o domingo: “Guardar domingos e festas” – isso envolve os feriados católicos como o natal. De certa forma, os Adventistas e outros estariam guardando a lei católica em oposição ao Sábado quando guardam qualquer das festas católicas. O substituto do Sábado não é somente o domingo semanal, mas os “domingos” festivos. Assim como havia no antigo Israel o Sábado semanal, e os “sábados” festivos que eram os feriados e caiam em qualquer dia da semana. A substituição do Sábado pelo domingo atinge todos esses aspectos. Há uma contrafação satânica para as verdades bíblicas.
    Deus não quis ênfase no dia, o inimigo de Deus coloca ênfase exagerada no dia.

    Conselho de irmão para irmão: Sua posição hoje entre os membros da Igreja é de grande privilégio, mas também perigosa. Suas opiniões são tomadas por muitos como “dogmas”. “-Leandro Quadros falou….” soa às vezes como um “Assim diz o Senhor.”
    Isso não é sua culpa. O povo de Deus sempre foi propenso à idolatria. Não é diferente hoje. Seu destaque é bom e positivo, mas muitos acabam exagerando em sua admiração e desvirtuando seus propósitos.
    Seria bom que tentasse algo mais enfático para evitar isso, no sentido de evidenciar que é sua opinião, e tentar se desvencilhar dessa admiração exagerada de alguns. Assim como o anjo se desvencilhou do curvar-se de João.

    Oro por seu trabalho e pelo trabalho da Igreja para prepararmos um povo que esteja em pé quando Cristo voltar para nos buscar!
    Deus nos abençoe!

  2. Fátima
    dezembro 13, 20:15 Resposta

    Temos que comemorar o nascimento e a morte de Jesus, mas não concordo com as datas, pois isso pra mim não passa de comércio

  3. Patrick Washington
    janeiro 07, 13:37 Resposta

    O que é isso,meu caro amigo?Quanta estupidez!!Me desculpe mas sua explicação aí está longe de ser plausível.O que que a luz tem haver com a escuridão?

    • Leandro Quadros
      janeiro 07, 18:02 Resposta

      Caro Patrick: nada há de estupidez no que escrevi. Se provar-me com fontes sérias que errei, não terei receios em reescrever o texto. Porém, preciso de provas e fontes históricas confiáveis.

Deixe seu Comentário