Deus se arrepende?

Deus se arrepende?

Por que em Números 23:19 diz: “Deus não é homem, para que minta, nem filho do homem, para que se arrependa…”, sendo que em Gênesis 6:6 se afirma: “então, se arrependeu o Senhor de ter feito o homem na terra, e isto lhe pesou no coração”?

A palavra “arrependimento” é expressa por diferentes palavras no original hebraico e grego. Sendo assim, o arrependimento divino é totalmente diferente do arrependimento humano, pois diferentes palavras hebraicas e gregas são usadas para definir esse sentimento.

Quando a Bíblia fala do arrependimento humano, usa as seguintes palavras no original: Shubh (hebraico) e metanoéo (grego). Seus significados: mudança de mente (não somente a tristeza pelo pecado), voltar atrás, retornar ao caminho correto. Por outro lado, quando a Bíblia fala acerca do arrependimento divino, usa os seguintes termos: Naham (hebraico) e Metamélomai (grego). Significados: dor, tristeza, pesar.

Portanto, quando Gênesis 6:6 diz que Deus “se arrependeu”, está afirmando que o Senhor “sentiu profunda dor, pesar” (lembremos que não temos como expressar em linguagem humana os sentimentos de Deus, como realmente foi essa dor divina) por ter de executar juízo (por ocasião do dilúvio) contra o homem que Ele havia criado. O arrependimento divino não traz mudança em seu Ser, mas sim no seu modo de “tratar” o ser humano.

Clique nesta imagem para ir ao site e conhecer o conteúdo do áudio livro

Gostou? Compartilhe com quem precisa deste conhecimento:
error17
fb-share-icon20
Tweet 20
fb-share-icon20
Anterior Qual o significado da expressão debaixo da lei mencionada em Romanos 6:14?
Próximo Princípios bíblicos para o casamento

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 794 posts

YouTuber e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "En La Mira de La Verdad", na Rede Novo Tempo.

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 66 Comentários

Por que não devemos venerar Maria?

Certa vez recebi por e-mail esta charge católica (veja imagem ao lado), em que supostamente Maria se defende dos argumentos protestantes contra sua veneração. Por meio da referida charge, irmãos

Apologética Cristã 6 Comentários

Bíblia versus Patrística

Deixar as Escrituras Sagradas para escorar-se nos chamados “Pais da Igreja” (patrística) é, sem dúvida, instruir-se nas cisternas rotas(a) da confusão, da incerteza e da incoerência. Embora alguns desses homens tenham sido piedosos,

Apologética Cristã 1Comentários

Adventistas: um “grupo aberrante”?

Muitas perguntas me chamaram a atenção desde o inicio do programa Na Mira da Verdade na Novo Tempo. Nossos irmãos de todas as denominações religiosas fizeram o programa acontecer –

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!

Deixe seu Comentário