É Certo Comemorar o Natal?

É Certo Comemorar o Natal?

Quando chega esta época do ano, é comum surgirem algumas pessoas com dúvidas sobre se devemos ou não comemorar o Natal. Normalmente, estes irmãos têm receio em tomar parte de uma festa que é considerada como de origem pagã e blasfema por alguns críticos.

Realmente, não há como dizer se Jesus nasceu em 25 de dezembro. E é quase certo que não tenha sido nesta data, em virtude de algumas “pistas” que são dadas no texto bíblico.

Já ouvi pessoas dizerem que não podemos comemorar o Natal porque ele foi criado para fazer reverência a deuses pagãos da Antiguidade, e até mesmo a árvore foi inventada para pendurar as cabeças dos cristãos, como aquelas bolas coloridas representam, segundo eles.

Porém…

Eu e você não comemoramos o Natal para adorar qualquer deus pagão; tampouco enfeitamos as árvores para representar nossos irmãos degolados do passado. Para nós, o Natal é o momento de encerrarmos o ano com um espírito mais fraterno e solidário, unindo nossas famílias em laços de amor.

Se as comemorações do Natal verdadeiramente surgiram com objetivos pouco nobres (o que parece ser mais lenda do que fato), isto não importa. O que vale é o espírito com que nós utilizamos esta data HOJE.

O mesmo ocorreu, por exemplo, com alguns hinos do nosso Hinário Adventista. Algumas composições que estão lá, e são cantadas para louvar a Deus centenas de vezes ao ano em nossos cultos, não foram criadas com o propósito de adoração litúrgica. Alguns eram cantados nos bares, ou são arranjos musicais de hinos nacionais, ou foram criados por pessoas que nunca guardaram os Mandamentos de Deus.

Devemos, também, deixar de usar o Hinário por causa disso? É claro que não!

Fato curioso também ocorreu com as GRAVATAS. Há quem diga que elas foram criadas para serem um símbolo “fálico”, ou seja, uma representação homossexual do órgão viril masculino.

Devemos, também, deixar de usar gravatas por causa disso? É claro que não!

Tanto com relação ao Hinário, quanto às gravatas… e o Natal… mesmo que sua origem seja duvidosa (e até obscura), o fato é que HOJE nós não os utilizamos como meio de blasfêmia, luxúrias, diversão ou representações homossexuais.

Para finalizar este comentário, quero apresentar algumas declarações inspiradas dos Testemunhos sobre a comemoração do Natal. Veja como Ellen White até incentiva o uso das comemorações e representações natalinas.

Citações do Lar Adventista, págs. 477-483:

“Para os jovens, de idade imatura, e mesmo para os de mais idade, é este [o Natal] um período de alegria geral, de grande regozijo”.

“Sendo que o dia 25 de dezembro é observado em comemoração do nascimento de Cristo, e sendo que as crianças têm sido instruídas por preceito e exemplo que este foi indubitavelmente um dia de alegria e regozijo, será difícil passar por alto este período sem lhe dar alguma atenção. Ele pode ser utilizado para um bom propósito”.

“Pelo mundo os feriados são passados em frivolidades e extravagância, glutonaria e ostentação. … Milhares de dólares serão gastos de modo pior do que se fossem lançados fora, no próximo Natal e Ano Novo, em condescendências desnecessárias. Mas temos o privilégio de afastar-nos dos costumes e práticas desta época degenerada; e em vez de gastar meios meramente na satisfação do apetite, ou com ornamentos desnecessários ou artigos de vestuário, podemos tornar as festividades vindouras uma ocasião para honrar e glorificar a Deus”.

“Deus muito Se alegraria se no Natal cada igreja tivesse uma árvore de Natal sobre a qual pendurar ofertas, grandes e pequenas, para essas casas de culto. Têm chegado a nós cartas com a interrogação: Devemos ter árvores de Natal? Não seria isto acompanhar o mundo? Respondemos: Podeis fazê-lo à semelhança do mundo, se tiverdes disposição para isto, ou podeis fazê-lo muito diferente. Não há particular pecado em selecionar um fragrante pinheiro e pô-lo em nossas igrejas, mas o pecado está no motivo que induz à ação e no uso que é feito dos presentes postos na árvore”.

Fonte: Gilson Medeiros 

Gostou? Compartilhe com quem precisa deste conhecimento:
error17
fb-share-icon20
Tweet 20
fb-share-icon20
Anterior O controle de natalidade é proibido na Bíblia?
Próximo O que a Bíblia diz sobre o julgamento?

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 788 posts

YouTuber e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "En La Mira de La Verdad", na Rede Novo Tempo.

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Apologética Cristã 1Comentários

Quem são os Illuminati?

Algumas pessoas têm me contatado para obter informações sobre os Illuminati. A seguir, disponibilizo a resposta que dei a uma pessoa amiga. Ótima leitura! Resposta: Você perguntou sobre os Illuminati.

Apologética Cristã 5 Comentários

“Ninguém subiu ao céu” – João 3:13

A Bíblia afirma que muitos foram levados ao Céu quando Cristo ressuscitou… Em outro texto Jesus diz que ninguém subiu ao Céu… Como harmonizar isso? Uma das perguntas feitas no blog.

Apologética Cristã 4 Comentários

Adão, Abraão e o Sábado

“No Éden, Deus estabeleceu o memorial de Sua obra da criação, depondo a Sua bênção sobre o sétimo dia. O sábado foi confiado a Adão, pai e representante de toda a família

3 Comentários

  1. Frankmar Corrêa
    julho 29, 08:13 Resposta

    O Natal.

    O Natal é a data que se comemorar o Nascimento de Jesus.

    Na verdade Jesus já existia no Céu como Deus Filho.porem Deus Filho veio a esse mundo nascendo como Humano para Salvar os Humanos.por isso os Cristãos comemoram o Natal.
    O Nascimento de Jesus foi comemorado pelo anjo de Deus que aos pastores e disse-lhes: “Não temais, eis que vos trago boa nova de grande alegria, que será para todo o povo: é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor” (Lucas 2:11). Os Anjos no Céu comemoraram:Glórias a Deus nas maiores alturas e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem” (Lucas2:14).

    Natal na Igreja Antiga Cristã.

    Clemente de Alexandria (150dC) chegou a declarar que os teólogos Cristãos do Egito “Não guardavam nenhum dia do ano a não ser o Natal do Senhor” [conf. o Stromata (I.21)]1. Esses cristãos na Antiguidade já celebravam.
    Alguns Cristãos Antigos Comemoravam o Natal 6 de Janeiro.foi no Seculo IV que o Natal passou a ser comemorado 25 de Dezembro.
    Alguns dizem a Mentira que o Natal surgiu no Século IV de uma Festa romana de Adoração ao sol porém isso é Mentira.porque existe documentos Cristã antigos do Ano 200,Começo do Século III que provam que Cristãos já observavam o Natal como citação de Clemente de Alexandria.

    A importância de se comemorar o Natal é recordar que Jesus se fez Humano para vir ser nosso Salvador é por isso é motivo de felicidade e motivo para comemorar.

    Práticas e símbolos do Natal.

    Ceia de Natal

    Era costume na Europa, onde as gente costumavam manter a porta das suas casas abertas para receber viajantes a Noite.
    A Ceia de Natal. simboliza a união e a confraternização das famílias.na véspera de Natal, os familiares se reúnem à mesa para a ceia de Natal.

    Árvore de Natal

    Relatos históricos dizem que primeira árvore de Natal surgiu no norte da Europa no século XVI.
    origem da árvore de Natal veio do conceito das Árvores do Paraíso. Que eram utilizadas em representações medievais que eram feitas na frente de Igrejas Cristãs na véspera de Natal.
    No calendário da igreja primitiva de santos, 24 de dezembro era o dia de Adão e Eva.,a Árvore do Paraíso representava o Jardim do Éden. Essas representações eram como um uma jeito de contar as histórias da Bíblia para as gente que não sabiam ler.

    Bolas.

    As bolas coloridas que decoram a árvore de Natal representam os frutos das árvores.

    Anjos.

    São usados para lembrar de Gabriel, o anjo que anunciou à Maria que ela daria à luz a Jesus e os
    os anjos Foram os mensageiros de Javé Deus que anunciam ao povo o nascimento de Jesus.

    As estrelas.

    estrelas de Natal representam a estrela que indicou aos reis magos onde Jesus estava, pois queriam adorá-lo e dar presentes.

    Sino

    O sino de Natal é o símbolo que representa o anúncio do nascimento de Jesus.
    Usados na decoração das árvores de Natal e das portas.

    Velas.

    Dizem que na Alemanha, um senhor costumava colocar velas na sua janela para iluminar o caminho dos viajantes a Noite
    Assim, as velas natalinas assumem o papel de representar a luz que o nascimento de Jesus traz para a vida dos humanos, porque Jesus veio para vencer as trevas.
    velas acesas na noite de Natal representam Jesus que é a luz do mundo.

    presépio.

    Francisco de Assis foi primeiro montar um presépio no século XIII, na Itália, Francisco quis recriar a cena do nascimento de Jesus para explicar para o povo como teria acontecido.

    Papai Noel.

    Papai Noel é baseada Bispo Nicolau que viveu na Turkia no Século IV que dava moedas próximas às chaminés de gente mais necessitadas e o Bispo Cristão Nicolau era muito querido por crianças.Bispo Nicolau era um Cristão seguido de Jesus Cristo:O Filho de Deus.

  2. hellen
    dezembro 20, 00:42 Resposta

    È bom pesquisar o passado da Ellen White. e do marido na maçonaria. e sobre o obelisco que tem no túmulo dela.

  3. Everson
    dezembro 03, 14:02 Resposta

    Pois então o texto de ellen white é claro ,se realmente fosse feito exatamente como os escritos da irmã,mas não é o q se vê hoje nas igrejas simplesmente descontextualizam na sua pratica

Deixe seu Comentário