“Não Olhe Para Cima”: Análise do Filme

“Não Olhe Para Cima”: Análise do Filme

Introdução

“Não Olhe Para Cima” é um filme lançado pela  Netflix em 9 de dezembro de 2021, e que tem feito grande sucesso até mesmo nas redes sociais.

Nele, dois astronautas descobrem que um cometa em órbita irá se chocar com a Terra em pouco mais de 6 meses, extinguindo assim a vida em todo o planeta.

Apesar de ser uma ficção, “Não Olhe Para Cima” nos ensina ou traz à nossa mente pelo menos 7 lições bíblicas para nossa vida. Quero reparti-las com você agora, para que sua cosmovisão cristã se fortaleça.

Mesmo se o leitor for ateu, peço que leia o texto até o final, para só depois concluir se o que escrevo tem ou não coerência.

Infelizmente, nas redes sociais vários alarmistas e fanáticos têm comparado o cenário político do filme com a política brasileira. Isso se dá porque não conseguem enxergar nada na vida sem seus óculos ideológicos. Tais pessoas, na opinião do psiquiatra Lyle H. Rossiter em seu livro A Mente Esquerdista: As Causas Psicológicas da Loucura Política (São Paulo: Vide Editorial, 2016), precisam de tratamento. Porém, esse não é o tema do presente post.

Afinal, reflexões muito mais sérias e importantes do que temas políticos podem ser extraídas do filme. E será nelas que irei me ater.

 

As 7 Lições do Filme “Não Olhe Para Cima”

#1 – Deus protege o planeta Terra

É provável que alguém esteja pensando: “de onde você tirou isso do filme, se ao final o mundo é destruído pelo grande cometa?”

Deixando de lado o final catastrófico do mundo retratado por “Não Olhe Para Cima”, extraí essa lição do filme porque ele me relembrou de que a posição do planeta Júpiter em nossa órbita é estratégica para a proteção da Terra contra esse tipo de colisão.

Norman Geilser, um dos autores do livro Não Tenho Fé Suficiente Para Ser Ateu, explica:

“Se Júpiter não estivesse em sua rota atual, a Terra seria bombardeada com material espacial. O campo gravitacional de Júpiter age como um aspirador de pó cósmico, atraindo asteroides e cometas que, de outra maneira, atingiriam a Terra”.[1]

Isso se chama constante (ou princípio) antrópica. A palavra “antrópica(o)” vem do grego “anthropos”, e significa “ser humano”. Portanto, um princípio ou constante antrópica (há mais de 100 desses princípios) nos revela que nosso planeta foi preparado para que fosse possível existir vida humana nele (bem com outras formas de vida).

O filme me faz lembrar que o Criador colocou Júpiter com sua força gravitacional no lugar exato, para que aspirasse o “lixo cósmico” que poderia cair todos os dias em nosso mundo. Se não fosse isso, nosso mundo já teria deixado de existir há muito tempo.

Por isso, o profeta Isaías nos convida a Olharmos Para Cima, a fim de percebermos que existe um Deus Criador e Mantenedor de todo o universo:

“Levantai ao alto os olhos e vede. Quem criou estas coisas? Aquele que faz sair o seu exército de estrelas, todas bem-contadas, as quais ele chama pelo nome; por ser ele grande em força e forte em poder, nem uma só vem a faltar” (Is 40:26). Grifo acrescido.

Desse modo, Olhe Para Cima e reflita: Quem colocou Júpiter em um lugar estratégico para proteger nosso planeta? Para mim, apenas isso já torna o ateísmo injustificável. Todavia, saiba que se você for um cético, tem meu profundo respeito.

#2 – Haverá um fim do mundo

A Bíblia nos ensina que o mundo acabará, mas não da forma como muitos imaginam. Veja:

“Ora, os céus que agora existem e a terra, pela mesma palavra, têm sido entesourados para fogo, estando reservados para o Dia do Juízo e destruição dos homens ímpios.” (2 Pe 3:7).

“Virá, entretanto, como ladrão, o Dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas” (2Pe 3:10. Veja também 2Pe 3:12)

Deus não destruirá o planeta por meio de um cometa, mas através do fogo. O objetivo será eliminar os ímpios e aqueles que não aceitaram o pagamento da dívida feito por Cristo na cruz, por nossos pecados (cf. Rm 6:23).

E quando isso acontecerá? Na segunda vinda de Cristo (veja 2 Pedro 3:10, acima), que é descrita de uma maneira apavorante para aqueles que não creram. Será um evento glorioso e também aterrador, para os que estiverem indiferentes e para os que desprezaram as evidências da existência de Deus, bem como os sinais da volta de Cristo apresentados nas Escrituras:

“… as estrelas do céu caíram pela terra, como a figueira, quando abalada por vento forte, deixa cair os seus figos verdes, e o céu recolheu-se como um pergaminho quando se enrola. Então, todos os montes e ilhas foram movidos do seu lugar. Os reis da terra, os grandes, os comandantes, os ricos, os poderosos e todo escravo e todo livre se esconderam nas cavernas e nos penhascos dos montes e disseram aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos da face daquele que se assenta no trono e da ira do Cordeiro, porque chegou o grande Dia da ira deles; e quem é que pode suster-se?” (Ap 6:13-17)

Um Novo Tempo

Entretanto, o fim do mundo contaminado pelo mal e pelo pecado será o início de um novo mundo. O início de um Novo Tempo. Jesus nos levará para o Paraíso (Jo 14:1-3; 1Ts 4:16-17) e após um período de 1000 anos no Céu (compare Jo 14:1-3 e Apocalipse 20), a Cidade Santa de Deus descerá até nosso planeta (Ap 21:1-3), então recriado por Deus. Com isso, viveremos na Terra nas mesmas condições edênicas que Adão e Eva vieram antes do pecado:

“Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita justiça”. (2 Pe 3:13)

“Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo… E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras” (Ap 21:1-2, 5)

Sendo assim, repito: o fim do mundo será o final da maldade dos ímpios, o término da impiedade, injustiça e pecado[2]. Nosso planeta será recriado, “substituído” por “novos céus e nova terra, nos quais habita justiça”. (2 Pe 3:13)

Por isso, leitor(a):

“Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do Dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão… Por essa razão, pois, amados, esperando estas coisas, empenhai-vos por serdes achados por ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis, e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor (2Pe 3:11-12; 14-15, primeira parte).

Esse é o estilo de vida que devemos adotar e desenvolver ao longo de nossa jornada cristã. Afinal, é desse modo que estaremos preparados para esse grande evento (cf. Mateus 21:33-46; Hb 12:14).

#3 – As pessoas estarão indiferentes em relação ao fim do mundo

Assim como no filme “Não Olhe Para Cima”, pouco antes da volta de Jesus e do fim do mundo, as pessoas estarão indiferentes em relação às profecias bíblicas.

Jesus Cristo comparou a indiferença da humanidade nos últimos dias com a indiferença dos antediluvianos:

“Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do Homem. Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, senão quando veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem”. (Mt 24:37-39)

“Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?” (Lc 18:8, segunda parte)

Além disso, a Bíblia profetiza que uma minoria, chamada de “remanescente” (Ap 12:17; 14:12), pregará o evangelho para uma maioria (Mt 24:14; Ap 14:6-12). Infelizmente, boa parte dessas pessoas não crerá na mensagem:

“… tendo em conta, antes de tudo, que, nos últimos dias, virão escarnecedores com os seus escárnios, andando segundo as próprias paixões e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? Porque, desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação”. (2 Pe 3:3-4)

Tais pessoas não terão desculpas porque, além de o Espírito Santo trabalhar na mente delas para que aceitem Jesus como Salvador (Jo 16:8-14), a Bíblia responde de forma categórica ao argumento de que “o mundo é o mesmo e sempre o será” e que, portanto, “Jesus não voltará e não cairá fogo do céu”:

“Porque, deliberadamente, esquecem que, de longo tempo, houve céus bem como terra, a qual surgiu da água e através da água pela palavra de Deus, pela qual veio a perecer o mundo daquele tempo, afogado em água. Ora, os céus que agora existem e a terra, pela mesma palavra, têm sido entesourados para fogo, estando reservados para o Dia do Juízo e destruição dos homens ímpios” (2Pe 3:5-7).

Jesus não quer que sejamos pegos de surpresa. Foi por isso que, quando perguntado sobre o final dos tempos (Mt 24:3), Ele deu aos Seus seguidores uma relação de sinais, que são avisos de que Sua volta está próxima (leia todo o capítulo 24 de Mateus, e estude a profecia de Daniel 2).

#4 – Um dia, todos terão de olhar para cima e encarar o Criador

“Não Olhe Para Cima” me faz lembrar que, sejam cristãos, ateus, agnósticos, muçulmanos, judeus, budistas, hinduístas, espíritas, (etc.), todos terão de olhar para cima e encarar o Criador (Mateus 25:31-46). Vai depender da decisão de cada um se ao Cristo voltar a pessoa estará alegre (por estar preparada), ou desesperada (por estar despreparada):

– Os preparados reagirão assim: “Aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus” (Tt 2:13; cf. Is 25:9).

– Já os despreparados reagirão dessa maneira:  “Os reis da terra, os grandes, os comandantes, os ricos, os poderosos e todo escravo e todo livre se esconderam nas cavernas e nos penhascos dos montes e disseram aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos da face daquele que se assenta no trono e da ira do Cordeiro, porque chegou o grande Dia da ira deles; e quem é que pode suster-se?” (Ap 6:15-17).

Pense por um instante: se Jesus veio pela primeira vez – e isso é um fato histórico – por que não viria pela segunda vez, sendo que prometeu e jamais mentiu?

Vejo lógica no fato de que a primeira vinda de Cristo é a garantia de Sua segunda vinda. Desse modo, não há razão para Ele não voltar e concluir Sua obra redentora.

Por isso, creia. E decida fazer parte do grupo que estará preparado e aguardando com boa expectativa o retorno do Salvador.

#5 – A ganância humana não tem limites

Num momento do filme “Não Olhe Para Cima”, foi decidido que o enorme cometa não seria totalmente destruído no espaço antes de chegar à Terra. Ao invés disso, ele seria partido em vários pedaços que cairiam no oceano, pois os minerais contidos no mesmo equivaliam a trilhões de dólares.

Ou seja: a então presidenta dos EUA, juntamente com um grande empresário de tecnologia, preferiram colocar todo o planeta em risco por causa do dinheiro.

A Bíblia diz que nos últimos tempos, os seres humanos serão gananciosos e terão outras características horrorosas. Veja como a Escritura é precisa:

“Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos [vaidosos, orgulhosos, arrogantes], arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.” (2Tm 3:1-5)

Não é exatamente esse o retrato da humanidade? Isso não lhe diz algo sobre a brevidade do retorno de Jesus Cristo e do fim do mundo?

#6 – No fim das contas, Fé, Oração e a Família é o que valem

Enquanto o cometa estava quase caindo sobre a Terra, um dos astronautas de “Não Olhe Para Cima” decide voltar para sua família, e jantar com ela na companhia dos amigos.

Num dado momento, o astrônomo reconhece que sua família não é tão religiosa para agradecer pelo alimento. Porém, um jovem rebelde que havia sido evangélico, se dispõe a orar e todos (até mesmo a astrônoma que dava indícios de não crer em Deus), acharam linda aquela oração, feita de mãos dadas.

Com isso, podemos aprender que a família unida ao redor da mesa, ou na companhia de bons amigos, será cada vez mais fortalecida para encarar as dificuldades da vida, e preparar-se para a volta de Cristo. Além disso, a oração pode dar esperança em meio a qualquer tipo de crise, mesmo que seu mundo esteja acabando.

Portanto, tenha fé em Deus, cuide de sua família, preserve suas amizades e seja uma pessoa de oração (Mateus 6:5-15; Rm 12:12; 1Ts 5:17).

Não se esqueça de frequentar a igreja, o corpo espiritual de Cristo (1Co 12) no qual você, como membro, se desenvolverá ainda mais. Afinal, a Bíblia nos adverte: “Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima.” (Hb 10:25).

#7 – Precisamos olhar para cima

Como já vimos, Jesus nos deixou sinais de Sua volta. Todavia, Ele também nos deu conselhos:

“Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem… Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor… Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis” (Mt 24:27, 42, 44).

Em “Não Olhe Para Cima” ocorreu uma polarização entre dois grupos: aqueles que diziam para as pessoas não olharem para cima (líderes políticos), e outros que diziam para as pessoas olharem para cima (cientistas astrônomos).

Nosso mundo também está polarizado. Ele nos convida a “olharmos para baixo”, ao invés de olharmos para cima e pensarmos mais “nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra” (Cl 3:2).

Ao mesmo tempo, em nossa sociedade somos convidados a olhar para ideologias sem importância alguma do ponto de vista bíblico; para notícias antiéticas e sem valor para nossa saúde mental. Ou seja: não somos motivados a olhar para Jesus, “o Autor e Consumador da fé” (Hb 12:2).

Jesus nos convida a “Olharmos Para Cima”, pois Ele voltará:

“Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até quantos o traspassaram. E todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Certamente. Amém!” (Ap 1:7).

Você aceitará as tendências humanas ou o conselho de Jesus?

Portanto, alimente sua fé em Deus e na Bíblia, ore e tenha uma atitude mental positiva, para viver da melhor forma possível enquanto aguarda seu encontro com o Criador.

Afinal, ainda há tempo. O mundo ainda não acabou.

Além disso, você está vivo(a) para aproveitar as chances que Deus continuará lhe dando. Esse é um grande motivo para cultivar a gratidão, deixando de lado ideais humanos utópicos, bem como todo vitimismo.

Referências

[1] Norman Geisler e Frank Turek, Não tenho fé suficiente para ser ateu (São Paulo: Vida, 2006), p. 107. Grifos acrescidos.

[2] Apocalipse 21:4 promete: “E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram”.

Gostou? Compartilhe com quem precisa deste conhecimento:
error20
fb-share-icon20
Tweet 20
fb-share-icon20
Anterior Sodoma, Gomorra e a Homossexualidade
Próximo Sinais que indicam a volta de Jesus

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 799 posts

YouTuber e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "En La Mira de La Verdad", na Rede Novo Tempo.

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Trump e a separação entre igreja e Estado

O presidente norte-americano prometeu, nesta quinta-feira, destruir uma lei que limita a participação e o apoio a atividades políticas de grupos religiosos, garantindo que vai proteger a liberdade religiosa. “Vou

Um modelo de governo para o Brasil

Quem me conhece sabe que não me interesso por assuntos de política porque nela existe muita “politicagem”. Todavia, isso não significa que eu  deva ser indiferente com a realidade de

O que “é” e o que “não é” manifestação do Espírito Santo

INTRODUÇÃO Um cristão fala em línguas, perde o domínio de si e se deixa levar pelo êxtase emocional. Outro é frio, mal abre a boca para cantar louvores a Deus

5 Comentários

  1. Almir Lima
    janeiro 14, 16:46 Resposta

    Gostei dos seus posicionamento irei compartilhar no meu blog……infelizmente não consegui cadastrar dá erro direto
    mas tá valendo nos siga oprodutoroficial.com
    Realmente o filme é um tiro no pé dos que tentaram outras intenções de desacreditar????? homem com seu ego,$$$$ pode tentar mas no The END é4 “TUDO DEUS”

  2. Lucas Santos
    janeiro 11, 13:34 Resposta

    Olá Professor Leandro Quadros
    Que Deus o abençoe constantemente…
    No segundo parágrafo do texto diz dois astronautas, o correto é dois astronomos!
    Obrigado

  3. Paulo Rodrigues
    janeiro 02, 14:51 Resposta

    Prezado Professor Leandro. Sim, Norman Geisler e Tirei são ótimos teólogos. Agora como cientistas, podem não ser tão conhecidos. Digo isso porque, se pesquisarmos a fundo, o grandioso Júpiter , não garante tudo. Dou um exemplo… Existem lugares dentro do nosso próprio Sistema Solar com incontável número de asteróides. Esses asteróides, alguns gigantescos são rochas com deslocamentos errantes e extremamente imprevisíveis. Um choque entre eles, o que não é incomum, poderia desvia-los de suas rotas e nos atingir em cheio. Não precisa ir longe. É só pegar um binóculo e observar quantas imensas crateras a Lua possui.
    De resto, concordo em grande parte com o seu texto, lembrando porém, que o negacionismo é o centro da questão desse filme. No Brasil, estamos vendo na prática, como estás posturas são assassinas e desumanas… Abraço, Leandro!

Deixe seu Comentário