O ser humano foi criado mortal ou imortal?

O ser humano foi criado mortal ou imortal?

A fim de compreender o conceito bíblico de imortalidade precisamos fazer uma clara distinção entre a imortalidade inerente a Deus e a imortalidade condicional das Suas criaturas. A Bíblia afirma que Deus é “o único que possui imortalidade” inerente em Si mesmo (1 Timóteo 6:16). Como a única Fonte da vida, Deus concedeu originalmente o dom da imortalidade a todas as Suas criaturas, na condição de que estas continuassem vivendo em plena comunhão com Ele. Portanto, o estado de imortalidade no qual o ser humano foi originalmente criado não era algo inerente em si mesmo, mas derivado do relacionamento com Deus.

Assista aqui o seminário completo sobre a imortalidade da alma:

Quando Adão e Eva se separaram de Deus, pelo pecado, perderam o dom da imortalidade, tornando-se sujeitos à morte (Gênesis 3). Paulo esclarece que “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23) e que pelo pecado de Adão entrou a morte no mundo (Romanos 5:12). O homem natural, separado de Cristo, permanece em estado de total alienação espiritual (Isaías 59:2; Efésios 2:1 e 5) e haverá de sofrer finalmente a morte eterna e a completa destruição (Malaquias 4:1). Por outro lado, aqueles que aceitam a Cristo como Salvador pessoal obtêm dEle, já nesta vida, a garantia da vida eterna (1 João 5:12) e receberão, por ocasião da segunda vinda de Cristo, o dom da imortalidade (1 Coríntios 15:51-54).

É certo que muitos cristãos, ao longo dos séculos, creram e ainda continuam crendo que o ser humano possui uma alma imortal que habita em um corpo mortal. Essa alma permaneceria viva e consciente mesmo após a morte do corpo. Mas Oscar Cullmann, em sua célebre obra intitulada Immortality of the Soul or Resurrection of the Dead? The Witness of the New Testament (Imortalidade da Alma ou Ressurreição da Morte? O que diz o Novo Testamento), demonstra que essa teoria não é um conceito bíblico, mas uma reminiscência da filosofia grega. A Bíblia diz que o homem é um todo indivisível (Gênesis 2:7), e que nenhuma de suas partes continua existindo conscientemente separada do todo (ver Salmo 115:17; 146:4; Eclesiastes 9:5 e 10).


Pr. Alberto Timm, Ph.D.

Anterior O pensamento hebraico comparado ao grego
Próximo Alma vivente

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 750 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Bons Debates 0 Comentários

As tolices do tolo

1 – O tolo imagina estar sempre certo. “O caminho do insensato parece-lhe justo, mas o sábio ouve conselhos” (Provérbios 12:15). 2 – O tolo só se importa consigo próprio.

Bons Debates 9 Comentários

Trump, Jerusalém e o cumprimento profético

“Trump reconheceu Jerusalém como a capital de Israel e colocou o mundo em alerta”. Este é o título de uma coluna publicada no dia 7 de dezembro no portal digital

FAQ - Dúvidas Frequentes 0 Comentários

Francisco e o domingo

Declaração do papa sobre o resgate do descanso dominical desperta reflexões “Talvez seja a hora de nos perguntarmos se trabalhar aos domingos é uma liberdade verdadeira” – afirmou o papa

4 Comentários

  1. ,
    abril 03, 20:51 Resposta

    Parte III: Por que vcs trocam o crível pelo absurdo? Pq a Consciência, não pode deixar de existir, ela é plena. Quando vc dorme, é seu corpo q descansa, sua atividade elétrica do cérebro, e seus órgãos funcionam, e vc sonha , cria imagens, situações, algumas perto do real, tem visões como SUA PROFETIZA, e se viu um familiar, É MÉDIUM. Mas , só por isso? Tbm por isso.

    Mas muito mais: A literatura técnica espirita, q há mais de 72 anos atrás, desmembrava o cérebro, o lobo frontal, pré-frontal os gânglios bases, a atividade elétrica do cérebro, antes de neruoquímica; a Consciência distinta do cérebro, sendo não sua elaboração, mas sim sua manifestação e sua GESTORA, q o NÚCLEO CELULAR, não possuía o controle do GENE, e isto, após a revisão do projeto Genoma em 2.010, ano a ano, vem sendo confirmado.

    O cérebro ti-uno, já está sendo demonstrado, esse complexo , guarda nosso histórico, desde o homem primitivo, aos dias de hj; as atividades instintivas, autômatas, são guardadas em uma região, e a atual, a memória atual, em outra região, tendo ainda uma região para o homem futuro, idealista-autruísta, já existente, onde as boas causas, ativam duas regiões juntas desse sistema, liberando substâncias relaxantes, como endorfinas, serotoninas por ex, e oi prazer apenas carnal, aciona apenas uma, necessitando de recompensa e repetição, mas q se extremada, pode liberar substâncias tensionantes como cortizona por ex.

    Hj, os maiores neurogeneticistas, vem nos dizer que tudo ISSO, É DEMONSTRÁVEL, o núcleo celular, não responde pelo seu comando; a Consciência, ( q demonstraria a Realidade existencial), é GESTORA do cérebro, pois o núcleo não responde por si, e ela, está além das manifestações bio ou neuroquímicas, logo, ela está num nível mais Alto de percepção.
    A física atômica quântica, tb vem demonstrando a literatura espírita, pois a luz, sob experimento c/anteparo, no mais alto experimento, demonstra dois comportamentos e dois estados, demonstrando tbm capacidade de escolha, TUDO EXATAMENTE COMO DIZ A LITERATURA TÉCNICA ESPÍRITA
    Livros de psicografia técnica espírita, estudado em Congressos nas Associações médico-espiritas do Brasil. França, Canadá, Inglaterra, Argentina, Espanha, Portugal e grupos de estudos aprofundados no Espiritismo; Evolução em dois Mundos e No Mundo Maior, psicografatos há mais de 70 anos por Chico, pelo espirito André Luiz, e Emmanuel, trazem todo o passo a passo das ciências, incluindo a DEVIDA CONCLUSÃO, q se espera em uma antecipação científica, citando o ponto de análise com relação à área q adentram.

    Não foi encontrado na história humana obras assim. Há tbm as fontes básicas, no caso da matéria, e a física atômica quântica, os livros de investigação científica dos cietnsitas espiritas lá nas bases, q tbm podem serem comparados com o q dizem as ciências hj, no caso do cérebro e as funções ideoplásticas, como os Tratados das Metapsiquicas Humanas do Prêmio Nobel como médico fisiologista Charles Robert Richet, vcs o CÍRCULO científico de MInvera, ( nome técnico do Espiritismo na Eurpa) nos embates cientificos, e as metodologias q gerassem protocolo de excelência.

    Recentemente , de uns anos para cá, temos cientistas envolvidos nestas pesquisas; sobrevivência do espirito, e comunicabilidade epsiritual, e TODOS, COMPROVAM O ESPIRITISMO.
    Posso deixar as fontes depois

    Agora prof: traga um só trabalho em qualquer área sob método científico, ou até mesmo dentro da própria história da religião, q a teologia q afronta a razão, pode ser demonstrada em seus absurdos, por qualquer área? Um só.

  2. MarinhoSul
    abril 03, 20:21 Resposta

    Parte II . Agora, o espirito é IMORTAL, e só há lógica na vida, nas Escrituras, se for assim, e é.
    O termo reencarnação, está no termo hebraico GERAÇÃO; pois Deus diz q um filho não herda os pecados dos pais, mas diz q a 3ª e 4ª geração, pagará pelos erros da 1°.
    Q Deus é esse, e como alguém pode pagar por um antepassado longínquo q não conheceu?!
    Só há lógica no texto, se a 1ª GERAÇÃO, q delinquiu, for a 3ª ou 4ª, caso contrário, é um texto arbitrário em si mesmo.

    O q volta ao pó, é o CORPO, é o hamet, q o hebraico diz, é a identidade física, o espírito retorna a Deus q o deu, como está em Eclesiastes 12:7, e bem claro.

    Uma pessoa com nome de Alex, ( já citei isso); com uma profissão, por ex pedreiro, com 5 filhos, mora em tal lugar, em tal endereço; é por ex obeso, usa óculos. Este Alex quando morre, NÃO VOLTA MAIS AQUELA EXPERIÊNCIA, pois aprendizado, não há necessidade de repetir;~e voltará no futuro, em outra época, o lugar, não é mais o mesmo ( ainda mais naquela época de primimitivismo), só 4 ou 5 gerações depois, ou seja, já séculos depois ( hj não, é muito mais rápido), e voltaria portanto em outro meio, tendo um aspecto físico diferente, podendo claro, ainda ter alguns traços da última reencarnação, conforme necessidade, teria outro nome, ou seja, outra identidade física, podendo estudar e ser professor, e ter uma vida material diferente.

  3. MarinhoSul
    abril 03, 20:14 Resposta

    “O ser humano”, obviamente é mortal, rs. Não é à toa q a psicologia, preocupa-se com vertentes cristãs, pela incapacidade de um pastor, teólogo, crente, trocarem o crível pelo absurdo, negar o lógico e evidenciável em nome de uma simples tradução q todos já sabem: não corresponde as fontes, no caso do Velho Testamento, pois o Novo nem fonte tem , são cópias GREGAS , de outras cópias ( gregas), anteriores, q surgem no fim do séc I depois de Jesus, feita por gregos eruditos, ( sabiam escrever), onde há uma lacuna de no mínimo duas gerações, e mais, vem da interpretação grega, e não judaica, levando-se em conta, já confirmado q todo cristão primitivo, sem exceção, Jesus, os apóstolos e os primeiros cristãos, eram TODOS JUDEUS, e só falavam aramaico e hebraico.

    No fim do séc I ai sim, irá haver o sincretismo, como ocorre com qualquer cultura, e os mitos, surgem exatamente daí, uma ideia transposta à outras culturas, altera a forma original, até pq, segundo grandes autoridades acadêmicas internacionais, o grego da época, não fechava com o hebraico; o grego com 7 vogais, declinações e acusativos; o hebraico-aramaico, simbólico (antropomorfizado), sem vogais, sem acusativos; onde uma palavra poderia remeter a livros mais antigos e ao Gênesis por ex, e ela, ter em sua raiz uma simbologia.
    Ex:Vento em hebraico, remete ou a espírito, ou atividade espiritual, claro de acordo com a passagem e os livros como por ex, Eclesiastes e Salmos.
    O vocábulo raiz Luz em hebraico, é dual em si mesmo ( Krm), karam ( se não me engano); este, já em sua raiz é plural, e não aceita e regra gramatical, pois altera o sentido, podendo ser CHIFRES ou LUZ.
    Como muda não é prof, uma palavra?” Daí , a adulteração, á forma da ideia q se deseja ajustar, é um passo.
    Outra como a expressão “mundo por vir”; “mundo vindouro” citado em Lucas, é lançado por David e os Profetas, ( Videntes), como muito ESPIRITUAL, onde ” a Lei do Senhor é Perfeita, faz descer à sepultura e tornar dela retornar”, onde se traduz para defender uma ideia: ” A Lei de Deus é Perfeita, o testemunho de Deus é Fiel, refrigera a Alma”.

    Se lançarmos u ma pergunta na segunda tradução , ADULTERADA, TENDENCIOSA, perguntamos: – Por que a Lei de Deus é Perfeita, só por refrigerar a Alma?! Isso, é coerente em perfeição com o quê?!
    Não fica prof um vazio, na lógica do texto, pois não explica pq é Perfeita? Se refrigera, pergunta-se: como assim, q sentido tem isso?!

    • MarinhoSul
      abril 07, 06:06 Resposta

      Obs: Onde eu disse, “incapacidade de trocar o crível pelo absurdo”, por digitar textos longos e praticamente de improviso, cometemos falhas, sem um estudo o cópia prévia, embora por vzs me usa do word, ou bloco de notas; entenda ( vou suavizar o termo), incapacidade, por “neutralizar a lógica, e trocá-la por uma ideia não crível, q afeta a lógica do texto”, q é um texto de idiomas ou dialetos arcaicos, antropomorfizados, sem vogais, sem acusativos e declinações, e boa parte de muitas palavras com raízes protogênicas, ou seja, levam a um símbolo, sendo q o hebraico arcaico, além DISSO TUDO, um vocábulo-raiz remeter a um símbolo, letras e números misturavam-se; por tando ( como afirmam as grandes autoridades internacionais em hebraico profundo, o aramaico), sem relevar esse contexto, a falha certamente existirá.

      O q deve nortear um texto é a coerência da lógica, dentro da IDEIA original, ou ideia dos povos da época, e sem isso, usa-se um vocábulo e a IDEIA, para onde se quiser, ” conforme a cara do freguês”; mas a lógica se afetada, a razão, não permitirá sua aceitação harmônica, e ocorre o q os estudiosos dizem em grupos, por grandes Univ como Arizona, Oxford, Harvard University, como tbm as Univs. protestantes anglicanas reunidas, dizem, e as Autoridades no hebraico os rabis de Israel e outros, ortodoxos e hassidios, pois são eles os donatários e destinatários primeiro das Escrituras.
      Se não houver um método lógico, e uma comparação com metodologia histórica, naõ tem como aceitar-se IDEIAS contra a razão, contra outras demonstrações equivalentes, pois não se conseguirá como ATÉ OS DIAS DE HJ, uma harmonia lógica em um texto, e dá no q dá, segundo estas grandes Univ; mais de 30 mil vertentes cristãs no planeta, e Bíblia corrigindo biblia, alás, não existia, e só surge no séc IV com São Jerônimo, e não foi Deus quem mandou traduzir e sim o Papa Dâmaso, q certamente, não sabia um YOD, do hebraico.
      São Jerônimo na sua carta, tbm demonstrou desconforto e dificuldades de traduzir, ainda dizendo q mistérios, escondiam-se por trás dos vocábulos hebraicos, como ocorrem em culturas primitivas como os índios de Tupã por ex.

      Jesus, veio nos falar do mundo vindouro, e como chegar-se a ele, com regras Morais, mas com uma Psicologia profunda, demonstrada nos seus ensinamentos e parábolas, quando Ele cita figuras fora dos ” crentes da época”, como melhor forma de HERDAR-SE O REINO DOS CÉUS”, onde o Samaritano pelo Bem ( CARIDADE), q pratica, inserido na parábola, como uma espécie de psicologia reversa, ou um quebra-egos, o Samaritano q por este Ato de grandeza, está acima das figuras religiosas da Sua cultura, q Jesus cita na parábola.

      E pq: Pq o interpelador, era um Dr. da Lei ( normas morais em hebraico, pois Lei, é humana e prescreve, e ato moral é igual em qualquer era), O vem testar, e Jesus, entra com os Mandamentos, mas o religioso da Lei, o interpela, querendo saber quem seria o próximo. Segundo o aprofundamento do vocábulo próximo em hebraico, é composto por três raízes, q significam, quem está conosco, pastoreia conosco, quem é da nossa comunidade, ( e aqui em a chave), o INIMIGO, ou quem pensa diferente da gente, mas ao mesmo tempo é uma boa pessoa, pois o elemento diferente e estranho na Parábola q não é citado em lugar algum das Escrituras, é o que não pensava igual aos hebreus ou doutores da Lei, o Samaritano, mas pela compaixão q desperta a Caridade, está com UM SALVO, perto de Deus.

      O verbo descer em hebraico, tem significado moral, por isso, o viajante descia do Templo de Jerusalém q era há 700 m de altitude, para a cidade das paixões humanas, e quem desce moralmente, é assaltado pelos instintos primitivistas, um SHOW de Psicologia Profunda como Mèdico Maior das Almas.

      Nos deixo as Leis mais profundas, para TODOS NÓS VIERMOS EM PAZ, pois disse: ” minha Paz vos deixo e vos dou; não a paz do Mundo ( q é compensativa apenas por conveniência por fatores sociais, políticos ou religiosos), mas a PAZ DO PAI”

      Abração.

Deixe seu Comentário