Para sair da “pobreza”, antes você deve sair da ignorância – Educação Financeira

Para sair da “pobreza”, antes você deve sair da ignorância – Educação Financeira

O dinheiro, nas mãos de quem não sabe usá-lo, é como um sorvete nas mãos de uma criança: desaparece em questão de minutos. Por isso é importante uma boa educação financeira!

“Cada vez que você pensa que não pode fazer algo, alguém pensa que você pode”

Para sair da pobreza, antes você deve sair da ignorância.
Muitas pessoas almejam um padrão de vida melhor, que lhes permita ser “mais felizes”, mas não consideram o fato de que primeiro é bom preciso se educar. Como? Desenvolvendo a capacidade intelectual, moral e afetiva das pessoas, de acordo com a cultura e as normas de convivência da sociedade a qual pertencem.

Há muita gente com graduação, mestrado e doutorado, mas que ainda é “pobre”. Obviamente que ganharam muito conhecimento e é claro que eles possuem boas maneiras, mas ainda assim são financeiramente pobres. Isso se dá, geralmente, porque nunca se relacionaram corretamente com dinheiro e não sabem como usá-lo: compram coisas que não precisam, satisfazem necessidades que muitas vezes não têm – o desejo fútil. Posso dizer que isso inclui todas aquelas coisas que tornam a nossa vida um pouco melhor, mas que se deixarmos de comprá-las, nada acontece – a vida continua.

Para sair da “pobreza”, antes você deve sair da ignorância.

“As pessoas mais ricas do mundo constroem redes, enquanto todos os demais estão programados para procurar emprego”.

Você precisa ter uma estratégia e traçar objetivos.
A maneira de pensar de quem sabe usar o dinheiro é como se pode usar o dinheiro para multiplicá-lo. Muitas das pessoas financeiramente estáveis ​​começaram com economias que transformaram em negócios. Essas pessoas pararam de pensar sobre o que não tinham e começaram a se concentrar no que queriam. Devemos parar de nos concentrar na conformidade e no que não temos.

Hoje, mais do que nunca, a pobreza de metas, a conformidade e, em alguns casos, a mediocridade, se tornaram parte de nossa cultura. Estão presentes nas piadas, nos memes, em tudo aquilo que repetimos todos os dias.

Lembre-se: existem algumas dicas valiosas que podem ajudá-lo:

1.- Estabeleça uma meta. Por qual motivo você quer mais dinheiro?

2.-Informe-se e treine-se. Participe de seminários sobre linguagem financeira. Leia livros, obtenha conselhos.

3.-Cresça profissionalmente, enfrentando os desafios que surgem em seu caminho.

4.- Invista seu dinheiro: comece um negócio ou adquira uma propriedade

5.- Não tenha medo de errar: isso é útil para aprender e continuar se desenvolvendo.

Se você realmente quer sair da pobreza, precisa começar a agir com decisão, trabalhando pelo que você quer e lutando pelo que você mais precisa. Sim, o dinheiro é necessário, mas também o é por uma cultura e um pensamento focados no sucesso e não no fracasso. Ninguém escolhe nascer com uma situação econômica de escassez … São tantos os casos de pessoas que mudaram de vida com algo muito simples: o trabalho. Alguns criaram um império sem recursos, começando do zero, por exemplo: Microsoft, Amazon e Alibaba. Todas essas empresas começaram com uma ideia que foi aprimorada, transformada e colocada em prática.

Gostou? Compartilhe com quem precisa deste conhecimento:
error17
fb-share-icon20
Tweet 20
fb-share-icon20
Anterior Biden e sua política diabólica pró-aborto
Próximo As Alianças na Bíblia e a Aliança Eterna de Deus

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 791 posts

YouTuber e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "En La Mira de La Verdad", na Rede Novo Tempo.

Veja todos os posts do autor →

Veja também

FAQ - Dúvidas Frequentes 3 Comentários

O que a Bíblia diz sobre comunicação com mortos?

Nesta semana está sendo lançado o filme que apresenta a biografia do cientista francês Hypolite Leon Denizard Rivail, reconhecido mais tarde como Allan Kardec. Conhecido por sistematizar a doutrina espírita,

Aconselhamento Espiritual 1Comentários

Como Jesus Tratou os Pobres

Um de meus amigos e seu filho estavam dirigindo ao longo de uma quente rodovia na Califórnia, vários anos atrás, e passaram por uma sorveteria. Meu amigo decidiu que seu

FAQ - Dúvidas Frequentes 1Comentários

Base teológica para o dízimo: o dízimo de Jacó

Como um ato de adoração, devolver o dízimo renova nossa disposição constante de sujeitar nossa vida à Fonte de todas as bênçãos, reafirmando nossa entrega incondicional a Deus. Nesse sentido,

2 Comentários

  1. Reginaldo Mendes
    março 25, 16:29 Resposta

    O consumismo faz parte da sociedade capitalista que vivemos, no capitalismo financeiro, o dinheiro capitalista vira algo vendável, ou seja, o próprio capitalismo produz a vida endividada!

Deixe seu Comentário