Quando as rodas da oração se movem

Quando as rodas da oração se movem

“Orar sempre e nunca esmorecer” (Lucas 18:1). Veja a importância da Oração!

Jesus nos diz: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á” (Lc 11:9). Mas se Deus sabe tudo, por que devemos orar a Ele? Precisa o Senhor de um lembrete sobre aquilo de que já tem conhecimento?

 

O coração de cada pessoa deseja comunicar-se com o Divino. Desde os tibetanos, no alto do Himalaia, com as rodas da oração movendo-se constantemente, até os hindus que se banham no rio Ganges, à criança americana em seu quarto de dormir no segundo andar, as pessoas entendem a importância da comunicação com o Deus do Universo. Nossa força como cristãos não vem de algo sobre a terra, mas de Deus. A sabedoria humana é insuficiente, e por isso Jesus insta conosco para que peçamos, busquemos e batamos.

Assim como Jesus, o apóstolo Paulo nos faz lembrar de nossa necessidade de oração constante, persistente e vencedora: “Orando em todo tempo no Espírito… Vigiando com toda perseverança e súplica” (Ef 6:18). Reconhecendo nossas fragilidades naturais, ele nos admoesta a colocar toda a nossa energia na oração. Por que Jesus e Paulo enfatizam que a “perseverança” na oração é vital?

Primeiro, porque estamos combatendo contra os poderes do mal. “Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne e sim… contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes” (Verso 12).

A segunda razão para uma oração constante, persistente e vencedora é que ela é o caminho apontado por Deus para obtermos conhecimento de Sua vontade perfeita para nós, e força para agir em harmonia com ela.

Terceiro, se nossos queridos espiritualmente mortos devem ressuscitar para uma nova vida, precisamos entrar em contato com Deus e receber Seu poder para testemunhar diante deles.

Quarto, os líderes da igreja primitiva consagraram-se “à oração e ao ministério da palavra” (Atos 6:4). Aqui encontramos o segredo do tremendo sucesso que a igreja primitiva teve ao levar o evangelho ao mundo conhecido daquela época.

Por último, devemos perseverar na oração porque Jesus a indicou como o meio de proteger-nos dos cuidados desta vida e preparar-nos para a Sua breve volta (Lc 21:34-36). Por toda a parte, ao redor do mundo, nossas famílias necessitam desesperadamente de ajuda. Então, por que não começar a falar com Deus de modo mais persistente, agora mesmo?

Fonte: Rádio Novo Tempo

Gostou? Compartilhe com quem precisa deste conhecimento:
error17
fb-share-icon20
Tweet 20
fb-share-icon20
Anterior A vida e a personalidade do feto (Aborto)
Próximo Dicas para um relacionamento feliz

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 788 posts

YouTuber e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "En La Mira de La Verdad", na Rede Novo Tempo.

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Aconselhamento Espiritual 4 Comentários

O pentecostalismo e os falsos profetas

Levar sabonetes ungidos para casa, ou então, participar de sessões de descarrego estão se tornando práticas comuns para muitas pessoas. O que a Bíblia diz a respeito destas práticas? “Em

Aconselhamento Espiritual 1Comentários

Os reis magos

Não há nada no registro bíblico que confirme os nomes dados pela tradição aos sábios do oriente que vieram visitar Jesus em Belém. Como se chamavam os magos que visitaram

Aconselhamento Espiritual 4 Comentários

O santuário que está no céu

A Bíblia ensina sobre a existência de um santuário ou templo divino no céu? O objetivo deste artigo é responder tal pergunta, apresentando algumas características do santuário celestial. 1. O

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comente este artigo!

Deixe seu Comentário