Deus criou o mal? Isaías 45:7

Deus criou o mal? Isaías 45:7

Olá, querido amigo Rubens,

Sinto-me honrado em saber que Deus usa o programa para dar as respostas que você precisa meu irmão. Não tenha dúvidas de que o Senhor o tirará do deserto e o colocará sobre o “rio da água da vida” – o Espírito Santo – (Joao 7:37-39) a fim de você ser refrescado e encontrar alívio. Continue em sua busca por Jesus peça-Lhe forças para vencer o que o atrapalha de seguir adiante. Filipenses 2:13diz que é Ele que efetua em você (e em mim) o querer o fazer coisas boas. Portanto, basta pedir e o Senhor atuará lá no fundo da sua mente, refinando seus gostos e o auxiliando até obter a vitória que tanto almeja!

Isaías 45:7, a princípio, parece contradizer 1 João 4:8, 16, Tiago 1:13, etc. Mas, quando entendemos o significado da palavra hebraica para “mal” empregada no texto, o aparente problema fica resolvido. Vou lhe ajudar:

A palavra hebraica para designar mal no verso é ‘ra e significa: “mal moral”, “a natureza perversa” e também “males como inundações, terremotos, tempestades de granizo”. Nesse contexto, ao compararmos com Isaías 47:11, vemos o termo “mal” se refere à “desolação” e às “calamidades” que Deus permitiria vir sobre os babilônicos por não terem se arrependido dos pecados deles! Leiamos Isaías 47:11:

“Pelo que sobre ti virá o mal que por encantamentos não saberás conjurar; tal calamidade cairá sobre ti, da qual por expiação não te poderás livrar; porque sobre ti, de repente, virá tamanha desolação, como não imaginavas.”(Grifo acrescentado)

Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia comenta sobre Isaías 45:7:

“Crio o mal – Deus é o autor da luz e da paz. Ele permite o mal para que os homens e os anjos possam testificar o resultado do afastamento dos eternos princípios da justiça. Na Escritura, Deus muitas vezes é representado como causando aquilo que ele não evita”em> (Grifos acrescentados).

Aqui é exposto um princípio muito importante para análise do texto: o idiomatismo hebraico (forma de os hebreus se expressarem) apresenta Deus fazendo coisas que na verdade Ele não impede de acontecerem. Esse é o caso de 1 Samuel 16:14.

Quando entendemos o termo no original e a forma como o hebreu se expressa (apresenta Deus a fazer algo, mas, que na verdade Ele não impediu), conseguimos entender tais questões difíceis. E, quando lemos o contexto geral das Escrituras, concluímos que Deus realmente não é o autor do mal moral, mas sim que Ele permite que calamidades e desolações sobrevenham a nações rebeldes (Isaías 45:7 e 47:11):

“Pois tu não és Deus que se agrade com a iniqüidade, e contigo não subsiste o mal.” Salmo 5:4.

Conte comigo sempre que precisar – ok?
Um forte abraço e que Deus lhe dê a paz,

Leandro Quadros
www.namiraverdade.com.br

Clique nesta imagem para ir ao site e conhecer o conteúdo do áudio livro

Anterior Lições de Daniel 7
Próximo A Igreja Adventista é profética ou apenas um projeto humano?

Sobre o autor

Leandro Quadros
Leandro Quadros 686 posts

Escritor e apresentador dos programas "Na Mira da Verdade" e "Lições da Bíblia"

Veja todos os posts do autor →

Veja também

Bons Debates 0 Comentários

Não podemos ficar calados

Se experimentamos as boas novas do evangelho, não podemos ficar calados. Se experimentamos as boas novas do evangelho, não podemos ficar calados. A Bíblia diz em 2 Reis 7:9: “Então

Bons Debates 3 Comentários

Debate sobre a imortalidade da alma (Parte 1)

Introdução Há algum tempo recebi os comentários de um irmão, doutor em Teologia, que crê na imortalidade natural da alma e, consequentemente, no “tormento eterno”. Logo abaixo transcrevo a resposta

Bons Debates 0 Comentários

Existem discos voadores e extraterrestres na terra?

Enquanto alguns acreditam serem mero fruto da imaginação humana, outros defendem a ideia de que são veículos espaciais conduzidos por seres extraterrestres. Várias teorias têm sido propostas para explicar a

1 Comentário

  1. Joel Marques
    abril 29, 12:05 Resposta

    Deus criou tudo que existe. O mal existe, logo, Deus criou o mal.
    Isaías 45:7 “Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas”.
    Apesar dos esforços dos adventistas para tentar interpretar e “consertar” esse versículo, o texto é claro e direto: Deus cria o mal, ponto.
    É risível ler em outro seu texto a afirmação de que um ateu “não pode ser bom sem Deus”… como alguém pode ser bom crendo num sujeito, infinitamente poderoso, que cria o mal?
    …Ser ateu é apenas uma questão de bom senso, como afirmou o Chaplin; nada tem a ver com ser bom ou seu mau. Existem bons ateus e maus religiosos e vice-versa (aliás, os presídios estão repletos de crentes).
    Enfim, é muito perturbador pensar que pessoas adultas como você, autor do texto em comento, acreditam que existe um ser poderoso, mas invisível, com o qual você pode falar com por telepatia (orações) e, com isso, ele irá resolver seus problemas cotidianos e pessoais por mágica! … Assusta-me…

Deixe seu Comentário